Alerta

Veja dicas para aproveitar as férias em segurança

A orientação é do analista de segurança da Kaspersky Lab Thiago Marques

07:58 · 06.07.2018 / atualizado às 07:59
Segurança nas férias
( Ilustração: Kaspersky Lab )

O mês de julho é esperado não somente pelas crianças e adolescentes, mas também pelos pais, pois é época das tão aguardadas férias. É o momento para curtir em família, com amigos, conhecer novos lugares, descansar o corpo e a cabeça e postar fotos e publicar a localização nas redes sociais. Para que seja algo real-time, o usuário utiliza o Wi-Fi do aeroporto, do hotel e até do restaurante em que está e esquece que pessoas indesejadas, como cibercriminosos, também podem ter acesso à essas informações. 

“O que os usuários não se lembram é que o problema não está só na quantidade de informações que colocam na Internet. O descuido vem lá de trás, quando ele opta por uma rede de Wi-Fi desprotegida que não exige senha, ou seja, não é criptografada”, reforça Thiago Marques, analista de segurança da Kaspersky Lab. Por exemplo, 74% das pessoas no Brasil dizem que usam a Internet regularmente em seus smartphones e 26% costumam usar um tablet para ficar online – reforçando a presença constante no mundo digital, de acordo com o recente relatório “Not logging on, but living on” da Kaspersky Lab.

Por isso, mesmo que o usuário se conecte a uma rede segura, ao postar a foto da passagem aérea, por exemplo, um criminoso passa a ter acesso a esse código e consegue visualizar toda sua viagem a partir do sistema, conseguindo informações suficientes para aplicar golpes e enviar, posteriormente, mensagens com links maliciosos, o famoso phishing. “Daí em diante, o cibercriminoso pode começar a enviar e-mails e mensagens se passando pela companhia aérea”, alerta Marques. “Isso não significa o fim da postagem de fotos desde que os usuários sempre escondam detalhes como, nome completo, códigos e numerações presentes na etiqueta de bagagem e/ou passagem”, completa.

Ainda de acordo com Marques, é muito comum que essa época do ano tenham golpes de phishing oferecendo promoções utilizando nomes de companhias aéreas. “Seja nas redes sociais ou por e-mail, campanhas assim, maliciosas, prometem dar bilhetes aéreos gratuitos por pessoa, indicando um site fraudulento. Ao clicar no link, a vítima é direcionada para uma página falsa, que induz o usuário a clicar em links maliciosos ou baixar arquivos que podem estar infectados com vírus, que vão se instalar no computador ou celular”, reforça. Por isso, o especialista recomenda desconfiar de mensagens assim e sempre confirmar com a empresa, seja pelo site oficial ou ligando, se aquela promoção é realmente válida.

Além disso, o relatório também mostrou que a segurança online pode afetar – e muito – a segurança física, uma vez que 53% dos usuários no Brasil ainda não protegem seus dispositivos móveis, e apenas 21% usam soluções antirroubo. Sendo assim, ao roubar um smartphone desprotegido, os ladrões podem conseguir um prêmio maior do que esperavam.

Pensando nisso, a Kaspersky Lab separou algumas dicas para que os usuários aproveitem as férias em segurança:

1) Ao fazer reservas, utilize um cartão de crédito ao invés de débito. Muitos cartões de crédito têm embutido no sistema uma proteção contra a fraude que reembolsa seu dinheiro caso isso aconteça. Além disso, instale em seu dispositivo uma solução de segurança que tenha tecnologias integradas para evitar fraudes financeiras. Por exemplo, a tecnologia Safe Money, integrada às soluções da Kaspersky Lab, cria um ambiente seguro para qualquer transação online que precise de informações bancárias, de cartão de pagamento ou de compras; 

2) Verifique se a sua conexão com a Internet é segura. Ao conectar-se a um site público utilizando uma rede Wi-Fi pública, você não possui controle direto sobre sua segurança. Portanto, use uma rede privada virtual (VPN), como o Kaspersky Secure Connection, quando tiver dúvidas sobre a segurança da rede Wi-Fi. Esta ferramenta impede a intercepção de informações, pois criptografa todos os dados enviados e recebidos na rede.

3) Cuidado com os links. Sempre verifique o endereço do link e o e-mail do remetente antes de clicar em qualquer coisa. Melhor ainda: não clique no link, mas digite-o na linha de endereço do navegador. Além disso, verifique se o endereço exibido é igual ao hiperlink real (o endereço verdadeiro para o qual o link o direcionará). Para verificar isso, passe o mouse sobre o link;

4) Crie senhas fortes. As senhas são uma das vulnerabilidades mais importantes de toda a estrutura de segurança da Internet, mas, no momento, não há como substituir este método de identificação. Por isso, para que uma senha seja segura, ela deve ser única e complexa; em particular, deve ter pelo menos 15 caracteres de comprimento e combinar letras, números e caracteres especiais – o que dificulta os cibercriminosos de adivinharem; Se a questão é memorizar tantos números e códigos, utilize softwares como o Kaspersky Password Manager, que pode ajudá-lo a gerenciar várias senhas para que você não as esqueça;

5) Tenha cuidado com o que você publica nas redes sociais. Dependendo do conteúdo que você posta a respeito da sua viagem e até mesmo se você está sozinho em casa, pois seus pais foram viajar, isso pode chegar nas mãos de cibercriminosos. No entanto, você pode assumir o controle de sua informação, uma vez que tanto os navegadores de Internet quanto os sistemas operacionais móveis, oferecem configurações que permitem proteger sua privacidade online;

6) Utilize um software de segurança robusto. Produtos como o Kaspersky Internet Security multidispositivos oferecem proteção contra todas as ameaças, como a detecção e remoção de malware do seu PC, Mac e dispositivos móveis, desde que esteja atualizado. Tente atualizar o sistema operacional e os aplicativos que você usa regularmente, pois constituem uma camada vital de segurança.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.