'Cibertaque'

Usuários do Instagram têm contas invadidas

Ataques do tipo costumam ocorrer através de e-mails fraudulentos, segundo empresa de segurança

11:27 · 16.08.2018
Instagram
O Instagram se pronunciou afirmando que o problema "está sendo investigado". (Foto: Divulgação)

Neste mês, a rede social Instagram registrou reclamações de usuários que tiveram suas contas bloqueadas e dizem que não conseguem reestabelecer seu acesso. De acordo com as vítimas, uma vez que os cibercriminosos conseguiram seus dados pessoais da conta, eram mudados o nome de usuário, foto de perfil, e-mail e número de telefone, fazendo com que fosse quase impossível recuperar o controle.

De acordo com Nadezhda Demidova, pesquisador de segurança da empresa Kaspersky Lab, apesar de o método utilizado pelos criminosos ainda não ter sido identificado, a maioria dos ataques deste tipo é feita através de e-mails fraudulentos que visam roubar as informações pessoais dos usuários. A tática é conhecida como phishing.

“Devido à sua popularidade, o Instagram sempre atraiu uma grande quantidade de fraudes. O número de pessoas que usam a plataforma agora é de mais de um bilhão. Depois que um cibercriminoso invadiu a conta de um usuário, ele tem acesso aos dados pessoais desse usuário e sua correspondência. E o perfil do usuário pode ser transformado em uma fonte de conteúdo malicioso, phishing e spam", explica o pesquisador.

O Instagram se pronunciou a respeito do caso, afirmando que o problema “está sendo investigado”. A empresa também indicou recomendações para que os usuários protejam suas contas de possíveis invasões: Não clicar em links suspeitos; verificar o endereço da página em que você pretende inserir suas informações pessoais; usar somente o aplicativo da rede social oficial instalado a partir de uma fonte confiável; e não compartilhar informações de login da conta em aplicativos de terceiros.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.