Segurança

Usuários de Windows antigos vão sentir performance pior com correção de falha em chip

A falha de segurança, descoberta por pesquisadores na semana passada, se deve a um sistema chamado "execução especulativa", que permite que os processadores executem tarefas mais rapidamente

08:33 · 10.01.2018 / atualizado às 08:34 por Folhapress

A Microsoft afirmou, na última terça-feira (9), que usuários de Windows antigos devem sentir uma performance mais devagar com as correções das falhas Spectre e Meltdown, que afetam praticamente todos os chips no mercado.

A falha de segurança, descoberta por pesquisadores na semana passada, se deve a um sistema chamado "execução especulativa", que permite que os processadores executem tarefas mais rapidamente.

Com a correção, os usuários de Windows 10 com processadores recentes (chips da geração de 2016) terão uma perda de performance de "até um dígito" (ou seja, até 9%).

Em termos de demora, porém, isso representa apenas alguns milisegundos, segundo uma nota assinada por Terry Myerson, vice-presidente do Windows. Nesse caso, a diferença será pouco perceptível para usuários do Windows recente.

Já quem usa o Windows 10 com chips de 2015 (ou mais antigos) deve sentir seu computador desacelerar "significativamente", diz Myerson, mesma situação de quem usa Windows 8, 7 ou versões mais antigas.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.