Punição

UE impõe multa recorde de 4,3 bilhões de euros ao Google por Android

A medida foi tomada por conta de abuso de posição dominante do sistema operacional para smartphones e tablets

08:18 · 18.07.2018 / atualizado às 08:24
Margrethe Vestager, comissária de competição da União Europeia (EU) fala no quartel-general da EU em Bruxelas sobre a decisão contrária ao Google ( Foto: John Thys/AFP )

A União Europeia (UE) infringiu, nesta quarta-feira (18), uma multa recorde de 4,34 bilhões de euros ao Google por abuso de posição dominante de seu sistema operacional para smartphones e tablets, o Android, com o objetivo de garantir a hegemonia de seu serviço de busca on-line.

A Comissão Europeia determinou à empresa americana que "ponha fim às suas práticas ilegais nos próximos 90 dias", sob pena de novas multas, "que podem ir a até 5% da média mundial do volume de negócios diário da Alphabet", a empresa-mãe do Google.

"O Google usou o Android como um veículo para consolidar a posição dominante de seu motor de busca. Essas práticas (...) privaram os consumidores europeus das vantagens de uma concorrência efetiva", alegou a comissária europeia de Concorrência, Margrethe Vestager, em um comunicado.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.