Programa

Saiba quais foram os três projetos vencedores da etapa latino-americana da Imagine Cup

A final global acontece em julho, em Seattle, nos Estados Unidos

08:59 · 25.05.2018 / atualizado às 09:04
Imagine Cup
A Microsoft criou a Imagine Cup em 2003, uma competição estudantil, que tem o objetivo de transformar trabalhos acadêmicos em startups ( Foto: Arquivo Diário do Nordeste )

Em evento que aconteceu quinta-feira (24), em São Paulo, a Microsoft anunciou as três equipes vencedoras da etapa latino-americana da Imagine Cup. A equipe Adam Robô, do Brasil, Eranoi, do México, e LEXA, da Argentina, irão para Seattle, nos Estados Unidos, em julho, para participar da final global

A grande campeã da Imagine Cup 2018 será premiada com mais de US$ 100 mil dólares, somando dinheiro, viagens e créditos em nuvem, para ajudar no desenvolvimento do projeto, além de mentoria do indiano Satya Nadella, Presidente mundial da Microsoft.

O Adam Robô é uma solução que utiliza inteligência artificial para identificar problemas oftalmológicos como miopia, por exemplo. O Eranoi, por sua vez, é um sistema de monitoramento que mede, em tempo real, os sinais vitais de um paciente como temperatura, umidade, etc. Por fim, o Lexa utiliza tecnologia de blockchain pública aberta, para armazenar prescrições médicas, a fim de viabilizar as informações do paciente para futuras consultas e evitar fraudes.

Time cearense

Ao todo, foram inscritos mais de 5 mil competidores. Desse total, apenas treze projetos foram selecionados para a etapa latino-americana, incluindo um time cearense. O DiaVision é um projeto do Centro Universitário Farias Brito - FB UNI.

"É um sistema de apoio à decisão médica, que gera a hipótese diagnostica para a identificação do diabetes, por meio de inteligência artificial e processamento de imagens do fundo do olho”, explica Rhuan Santiago, aluno do FB UNI e membro da equipe.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.