nintendo 64

Jogos tridimensionais ajudam a prevenir demência, aponta estudo

O objetivo dos pesquisadores da Universidade de Montreal, no Canadá, era descobrir se o uso de jogos 3D aumentaria a massa cinzenta do hipocampo de pessoas

A primeira equipe do estudo, com idades entre 55 e 75 anos, jogou Super Mario 64 por meia hora durante cinco dias da semana ao longo de seis meses ( Imagem: Super Mario 64 )
09:34 · 27.12.2017

Jogos tridimensionais, como Super Mario 64, da Nintendo, podem ajudar na prevenção de doenças cognitivas menores e possivelmente até mesmo a demência, aponta um estudo conduzido pela Universidade de Montreal, no Canadá. Com base em testes, os cientistas acreditam os efeitos benéficos aparecem em pessoas que jogam os games por pelo menos dois meses.

A massa cinzenta do hipocampo é a parte do sistema nervoso central responsável pelo sentido espacial e pela memória de longo prazo. O objetivo era averiguar se o jogo produziria um aumento dessa massa, já que a redução está diretamente ligada a doenças como demência e Mal de Alzheimer.

Estudos realizados anteriormente, em 2014 e 2017, mostraram que o uso de jogos 3D gera aumento da massa cinzenta. Como essas pesquisas foram realizadas em adultos jovens, os pesquisadores canadenses queriam verificar se os mesmos resultados seriam vistos em também adultos mais velhos.

Os estudiosos dividiram um grupo de 33 pessoas, com idades entre 55 e 75 anos, em três equipes. A primeira equipe jogou Super Mario 64 por meia hora durante cinco dias da semana, enquanto a segunda recebeu lições de piano digital pelo mesmo período. A terceira equipe não recebeu nenhuma atividade. Os testes foram realizados por seis meses.

Segundo os resultados, apenas o primeiro grupo teve aumento de massa cinzenta no hipocampo. A segunda equipe também teve aumento de massa cinzenta, mas no dorsolateral do córtex pré-frontal e lobo frontal. Já o terceiro grupo, o de controle da pesquisa, foi o único que apresentou uma redução de massa cinzenta em todas as três áreas do cérebro.

Com os dados coletados, os estudiosos associaram a ausência de novos aprendizados à diminuição da massa cinzenta, o que pode levar ao surgimento e desenvolvimento de problemas cognitivos com o passar da idade.

A explicação mais provável para o resultado verificado, segundo os cientistas, é que o design de um jogo de plataforma 3D estimula o hipocampo ao fazer com que os pontos de referência vistos no ambiente virtual formem uma espécie de mapa cognitivo interno na cabeça do jogador.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.