hbo

Jogo baseado na série Westworld inicia pré-cadastro

O usuário assume todas as operações do parque, incluindo a fabricação e manutenção dos robôs e a responsabilidade de deixar os convidados satisfeitos com a experiência

O game deve chegar aos dispositivos com iOS e Android ainda em 2018 ( Imagem: reprodução / westworldmobile.com )
07:36 · 13.03.2018 / atualizado às 07:33 · 14.03.2018

Começou, nesta segunda-feira (12), o pré-cadastro para os interessados no jogo móvel de Westworld, a série original da HBO. Produzido pela WB Games San Francisco, o game deve chegar aos dispositivos com iOS e Android ainda em 2018.

O time de desenvolvedores da Behavior Interactive está trabalhando junto aos produtores e escritores de Westworld para oferecer um jogo que aumente e complemente a história do seriado. Nele, o usuário assume o papel de um estagiário da Delos, ao qual foi concedido acesso ao Delos Park Training Simulation (DPTS). 

No controle total da simulação, o jogador assume todas as operações do parque, incluindo a fabricação e manutenção dos robôs e a responsabilidade de deixar os convidados satisfeitos com a experiência. Segundo Jonathan Knight, vice-presidente da Studio Head, o jogo será uma oportunidade para aos jogadores de interagirem com os temas que a série explora de uma maneira nova e emocionante.

A série

O jogo é baseado na série original criada pela HBO, que tem como produtor executivo J. J. Abrams, criador de séries de sucesso como Fringe e Lost, ganhadora de dois Emmys, além de ter produzido e dirigido filmes de grande repercursão como Star Trek Into Darkness (2013) e Star Wars: The Force Awakens (2015). Lançada em outubro de 2016, a produção audiovisual conta com o brasileiro Rodrigo Santoro, além de Anthony Hopkins, Ed Harris, Evan Rachel Wood e James Marsden.

Nela, androides que imitam pessoas perfeitamente povoam um 'parque de diversões', onde turistas visitam para viver a experiência do velho oeste. Durante a estadia no parque, os visitantes podem fazer o que bem entenderem com os robôs anfitriões, desde simplesmente conversar e se divertir, passando pela violência, inclusive sexual, podendo chegar ao 'assassinato' das máquinas.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.