em 2018

Google vai bloquear YouTube em dispositivos da Amazon

Usuários do Fire TV só poderão assistir conteúdos do site de vídeos até 31 de dezembro deste ano, mas quem tem um Amazon Echo Show já foi bloqueado nesta terça-feira (5)

14:04 · 06.12.2017 / atualizado às 07:41 · 07.12.2017
Amazon Fire TV
A versão básica do Amazon Fire TV Stick é a única vendida oficialmente no país e pode ser comprada diretamente no site brasileiro da empresa por R$ 289 ( Imagem: divulgação )

A partir de 1º de janeiro de 2018, usuários do Amazon Fire TV não poderão mais acessar conteúdos do YouTube. A "novidade" é uma jogada do Google por causa de sua briga não anunciada com a gigante das vendas online. Quem tem um Amazon Echo Show teve os conteúdos do site de vídeos bloqueados novamente nesta terça-feira (5).

Segundo um porta-voz do Google, a culpa é da Amazon, por se recusar a entrar em acordo comercial com a empresa sobre a reciprocidade na disponibilização de produtos e serviços das empresas. Ele afirma que a Amazon não vende produtos do Google, como o Chromecast e o Google Home, não disponibiliza o Prime Video para usuários do Cast e, no último mês, deixou de vender alguns dos produtos mais recentes da Nest. Por causa das ações da Amazon, o Google estaria apenas retribuindo o favor. "Dada essa falta de reciprocidade, não estamos mais a apoiar o YouTube no Echo Show e no Fire TV. Esperamos que possamos chegar a um acordo para resolver esses problemas em breve". 

A Amazon respondeu dizendo que seus dispositivos agora "exibem uma visão padrão da Web do YouTube.com e apontam os clientes diretamente para o site". A nota ainda diz que a gigante das buscas está "definindo um precedente decepcionante bloqueando seletivamente o acesso do cliente a um site aberto". Por fim, a Amazon espera resolver o caso com o Google o mais rápido possível.

O Amazon Echo Show foi anunciado em maio de 2017 e chegou às lojas norte-americanas no mês seguinte, mas ainda não é comercializado oficialmente no Brasil. Já a versão básica do Amazon Fire TV Stick é a única vendida oficialmente no país e pode ser comprada diretamente no site brasileiro da empresa por R$ 289.

Reincidência

O caso não é novidade e começou em setembro, quando o Google bloqueou a nova implementação do YouTube no Echo Show, o mais recente alto-falante inteligente habilitado por voz da empresa com uma tela integrada. Na época, as empresas culparam uma à outra pela interrupção do serviço, mas o Google afirmou que a implementação do YouTube no Echo Show feita pela Amazon violava seus "termos de serviço" ao criar uma "experiência quebrada para o usuário". 

Apesar do conflito, em novembro a Amazon conseguiu fazer com que o site de vídeos voltasse a funcionar no dispositivo. Entretanto, segundo o Google, a última implementação também violava os termos de serviço do YouTube, já que colocava o controle de voz em um aplicativo da web que não era projetado para interação de voz.

A remoção do YouTube do Fire TV é uma ação de uma sequência de acontecimentos que começou no final de 2015, quando a Amazon deixou de vender Chromecast, que era o dispositivo de streaming mais vendido no site. Além da remoção do Cast, dispositivos da família Home nunca foram vendidos pela Amazon.

Depois do bloqueio do YouTube no Echo Show, a Amazon retirou silenciosamente os produtos da Nest, empresa do Google desenvolvedora de dispositivos para casa, como termostatos, câmeras de segurança, campainhas e alarmes. A remoção deve causar uma diminuição na venda desses dispositivos durante a temporada férias nos EUA. Em contrapartida, as vendas do Echo Show já tiveram redução depois que o Google fez o primeiro bloqueio ao YouTube em setembro deste ano.

Resposta Amazon.com.br

Confira nota oficial do braço brasileiro da Amazon:

“O Fire TV Stick exibe agora uma visualização padrão do YouTube.com e encaminha clientes diretamente para o site existente do YouTube. O Google está abrindo um precedente decepcionante bloqueando seletivamente o acesso de clientes a um site aberto. Esperamos resolver isso com o Google o mais rápido possível.”

Resposta do YouTube

Confira nota oficial do Google sobre o problema:

"Estamos tentando chegar a acordo com a Amazon para oferecer aos consumidores acesso aos produtos e serviços uns dos outros. Mas a Amazon não possui produtos do Google como o Chromecast e o Google Home, não disponibiliza o Prime Video para usuários do Google Cast e, no último mês, deixou de vender alguns produtos mais recentes da Nest. Dada essa falta de reciprocidade, não estamos mais a apoiar o YouTube no Echo Snow e no FireTV. Esperamos que possamos chegar a um acordo para resolver estes problemas em breve".

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.