venda de dados

Google e Microsoft negam pedido do MP de derrubar sites que vendem dados

O Yahoo do Brasil atendeu ao pedido e retirou as menções de seus resultados de busca

A reportagem solicitou posicionamento às duas empresas, mas ainda não obteve resposta. ( Foto: Arquivo )
14:59 · 14.08.2018 por Folhapress

O pedido feito pelo MPDFT (Ministério Público Federal do Distrito Federal  e Territórios) para derrubar de seus buscadores um site "Tudo sobre todos", que, de acordo com a Procuradoria, vende dados de brasileiros, foi negado pelo Google e Microsoft.

Em julho, a Comissão de Proteção de Dados do MPDFT abriu inquérito para investigar a página e solicitou aos principais buscadores de internet que retirassem o endereço do site dos resultados das buscas.

Em documento enviado ao Ministério Público do Distrito Federal, o Google, dono do buscador de mesmo nome, disse que após analisar solicitação com base no endereço, não identificou "violação das políticas de remoção da Pesquisa Google".

Já a Microsoft, dona da plataforma de pesquisa Bing, disse que "o site de buscas não é o detentor da informação publicada, não tendo nenhuma ingerência sobre os provedores de conteúdo ou de informação que, efetivamente, publicam matérias, ofertas, informações etc".

Em nota publicada no site da MPDFT, o promotor de Justiça Frederico Meinberg, coordenador da comissão, diz que a recusa da Google e da Microsoft demonstra o nível de preocupação das duas empresas com a privacidade dos dados pessoais dos brasileiros.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.