Sem segurança?

Falha no Telegram permitia mineração de moeda por vírus

A informação é da empresa de segurança digital Kaspersky Lab

20:56 · 13.02.2018 por Folhapress

A empresa de segurança russa Kaspersky Lab revelou, nesta terça-feira (13), uma falha de segurança na versão desktop do aplicativo de mensagens Telegram que podia ser explorada por meio de um malware.

O software malicioso foi usado desde março de 2017 para atacar usuários russos, disse a empresa. O vírus era enviado pelo app como um arquivo executável. Ao ser instalado no computador de quem o baixava, minerava criptomoedas como Monero.

Apenas a sua versão desktop foi afetada pela falha. O Telegram afirmou que a falha foi consertada em novembro.

O Telegram é o nono aplicativo de mensagens móveis mais popular do mundo.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.