Rede social

Facebook inicia registro para candidatos e partidos marcarem anúncios políticos

Brasil é o segundo país no mundo onde o Facebook lançou a possibilidade de marcar anúncios relacionados a política

12:22 · 09.08.2018
Facebook
( Foto: Oli Scarff/AFP )

Segundo comunicado enviado para a imprensa pelo Facebook, a rede social está adotando medidas para trazer mais transparência aos anúncios e páginas na plataforma. E quando se trata de anúncios políticos, o grupo informa que quer ser ainda mais transparente. "É por isso que lançamos recentemente a possibilidade de marcar conteúdo político e permitir que as pessoas vejam quem está pagando por anúncios dessa natureza", afirma o Facebook em nota.

De acordo com o documento, os anúncios relacionados a política incluirão uma marcação "Pago por", do anunciante, no topo, para que as pessoas possam ver quem pagou por eles. Já se os anúncios forem marcados como eleitorais, as pessoas verão a marcação "Propaganda Eleitoral" e também poderão ver o número do CPF ou CNPJ declarado pelo anunciante.

"Candidatos, seus representantes, partidos e coalizões políticas precisarão se registrar no Facebook para conseguir marcar um anúncio como "Propaganda Eleitoral" quando as campanhas começarem no dia 16 de agosto. Você pode encontrar mais informações sobre o processo de registro aqui", garante a rede social em nota. 

Por fim, ainda segundo a nota, o Brasil é o segundo país no mundo onde o Facebook lançou a possibilidade de marcar anúncios relacionados a política. Uma nova Biblioteca de Anúncios com informações sobre esses anúncios, valores aproximados gastos pelos anunciantes e informações sobre o público atingido também estarão disponíveis a partir de 16 de agosto.

Os candidatos poderão fazer esse registro no Facebook a qualquer momento durante a campanha.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.