Em parceria com a Uber

Diretor da Embraer diz que lançamento do serviço de transporte aéreo urbano está evoluindo rápido

Antonio Campello também reforçou que a ideia é que "todo mundo possa voar"

Embraer e Uber estão juntos em projeto de carro voador. A imagem é do vídeo exibido no evento ( Foto: Reprodução )
09:05 · 14.03.2018 / atualizado às 09:46

Antonio Campello, diretor de inovação corporativa da Embraer, afirmou nesta terça-feira (13), durante palestra no South by Southwest, festival de inovação que acontece em Austin, nos Estados Unidos, que ainda não existe um prazo para o lançamento do serviço de transporte aéreo urbano, projeto que está sendo desevolvido em parceria com a Uber. No entanto, ele garantiu que as pesquisas estão evoluindo rápido e disse que o preço do serviço deve garantir acesso a um grande número de pessoas. As informações são do G1.

"Todo mundo pode voar. O serviço é realmente para todo mundo". 

O diretor de inovação se apresentou no evento ao lado de Mark Moore, diretor de engenharia de aviação da Uber, para falar sobre o acordo anunciado em 2017 para desenvolver um sistema para tráfego de veículos elétricos aéreos.

A dupla ainda disse que está consciente de que, para algumas pessoas, a ideia de um pequeno veículo elétrico transportando pessoas em grandes centro urbanos pode parece irreal. No entanto, os dois afirmaram que o projeto é possível.

"Não é só algo que alguém disse que, talvez, um dia aconteça. O projeto já é viável com as tecnologias atuais".

"Estamos no caminho. Estamos construindo um mercado novo inteiro", disse ainda o executivo do Uber.

Dentre os detalhes revelados sobre o projeto, Campello adiantou que cada aeronave terá capacidade para transportar pessoas por cerca de 100 quilômetros em segurança. Ele também disse que elas não terão capacidade para acomodar um número muito grande de passageiros.

O executivo da Embraer não disse quantos engenheiros estão envolvidos nessa primeira fase do projeto. No entanto, revelou que a Embraer está empenhando um esforço humano maior que o de costume para ele.

Campello preferiu não falar sobre prazos. "Nós não estamos falando em particular dos nossos prazos, nós estamos trabalhando de uma forma bastante firme nisso. Os prazos serão anunciados quando as coisas estiverem mais bem definidas".

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.