compras online

Brasil ganha primeiro marketplace de luxo acessível

"Trata-se de um mercado com amplo potencial de crescimento, visto que o número de consumidores virtuais ativos aumentou 31% apenas em 2017, representando hoje um universo de 23,1 milhões de pessoas", explica Rafael Luciano, diretor da Lilihome Store

16:07 · 13.08.2018 / atualizado às 16:08 por Estadão

Inédita no país, a proposta da Lilihome Store  é unir os melhores fabricantes do setor com seus respectivos consumidores finais, inicialmente situados nos Estados do Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Minas Gerais. Atuando apenas como intermediária, a empresa inicia a operação com um portfólio de 20 fabricantes e grandes marcas localizadas no Sul e Sudeste.

Como diferenciais competitivos aos fabricantes e representa a possibilidade de acesso a um público maior, maior visibilidade de marca e vendas com maiores margens. Para o consumidor, é sinônimo de acesso a produtos de luxo, altamente sofisticados, com valores muito mais acessíveis que os encontrados nas lojas físicas.

O site ainda com o serviço de consultoria virtual, feita por arquitetos, o que permite ao comprador testar e analisar o produto antes de adquiri-lo efetivamente. Atualmente, a plataforma conta com mais de 1 mil itens cadastrados. O frete para entrega é fixo, no valor de R$ 29,90 e feito via transportadora. Produtos menores são enviados pelos Correios, com valor de acordo com peso e tamanho 

A proposta está em consonância com dados que apontam que o e-commerce focado no setor de casa, móveis e decoração é o que mais cresce em vendas. Também, que o segmento casa & decoração é o segundo líder do comércio eletrônico, estando o Brasil em quinta colocação no ranking mundial. O segmento industrial focado em casa e jardim movimentou R$ 82,5 bilhões em 2015 (segundo o Euromonitor), número que no Brasil equivale a R$ 38 bilhões.

A plataforma se responsabiliza por toda a infraestrutura de venda, manutenção operacional, SAC compartilhado para atendimento ao cliente, ferramenta de pagamento e custo de cartão de crédito.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.