Perigosa

Alemanha proíbe venda de boneca capaz de fazer espionagem

Cayla vem com microfone e conexão bluetooth integrados

13:13 · 17.02.2017

A Agência Federal de Redes da Alemanha proibiu no país a venda da boneca Cayla, que vem com microfone e conexão bluetooth integrados, o que transforma o brinquedo em um possível instrumento de espionagem. 

"Objetos que ocultam câmeras ou microfones e que podem transmitir dados de forma despercebida ameaçam a esfera privada das pessoas", disse em comunicado Jochen Homann, presidente da Agência. 

Os comerciários devem retirar a boneca das lojas, mas a entidade deixou claro que não atuará contra os pais. A principal missão da Agência é alertar sobre o perigo que a boneca representa.  

O problema de "Cayla" está em sua conexão via bluetooth, que permite que qualquer pessoa escute e grave a conversa que mantenha com a boneca sem necessidade de estar presente.

A organização de Consumidores e Usuários da Espanha, em dezembro do ano passado, já tinha alertado sobre os preocupantes erros em torno da segurança e da privacidade dos menores aos quais estão dirigidos o brinquedo. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.