Pesquisa

60% dos brasileiros com menos de 21 anos já se consideram bem sucedidos, segundo LinkedIn

O otimismo da chamada 'geração Z' é consequência de uma mudança de opinião por parte dos jovens

14:26 · 06.09.2018
Jovens
Para os jovens da geração Z que afirmam que não ter atingido o sucesso ainda, o otimismo também é visível no tempo em que eles estimam alcançar seus objetivos. (Foto: Kleber A. Gonçalves)

Uma pesquisa global do LinkedIn, realizada pela consultoria YouGov no fim do ano passado, mostrou que 60% dos entrevistados brasileiros da geração Z, que é composta por pessoas com 21 anos ou menos, já se considera bem sucedida.

A razão do resultado deve-se ao novo conceito de sucesso que se estabeleceu entre os jovens. Ao invés de ‘ganhar bem’, ‘ter estabilidade financeira’ ou ‘estar em um posto hierárquico alto’, os brasileiros da geração Z apontaram ‘ser feliz’, ‘manter o equilíbrio entre vida pessoal e trabalho’ e ‘ser saudável’, em ordem, como as três principais alternativas para definir “o que é sucesso?”. 

“O jovem brasileiro não vê mais sinônimo de sucesso em coisas como ser promovido, casar ou ter cargos de alta hierarquia. Ele quer fazer seu horário de trabalho com flexibilidade, ter mais tempo para a vida pessoal, ou empenhar-se com algo que tenha propósito na sua visão de mundo”, afirma Milton Beck, diretor geral do LinkedIn para a América Latina.

Para os jovens da geração Z que afirmam que não ter atingido o sucesso ainda, o otimismo também é visível no tempo em que eles estimam alcançar seus objetivos. Cerca de 65% dos entrevistados disse que acredita que alcançará o sucesso em um prazo curto, de um a cinco anos. Já para os que acreditam que o sucesso acontecerá a longo prazo, 20% afirmam que será em 20 anos, 2% em 15 anos e 2% em mais de 20 anos. Além disso, 11% dos entrevistados não soube quantificar o tempo que chegará ao sucesso.

O estudo contou com mais de 18 mil participantes de 16 países, e mostrou também que o otimismo brasileiro é percebido principalmente em relação a outras nações. O Brasil só fica atrás dos Emirados Árabes Unidos, com 69% dos respondentes da geração Z afirmando ter sucesso. O índice chega a percentuais bem baixos na faixa etária em lugares como a China, com 16%, e Estados Unidos, com 32%. No âmbito global, 47% dos jovens dessa geração afirma ter sucesso.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.