Hospedagem

DogHero: encontre um anfitrião para hospedar seu cão

Vai viajar e não quer deixar seu bicho de estimação sozinho? O aplicativo DogHero pode ser a solução

00:00 · 12.03.2018
DogHero
DogHero
Em Fortaleza, 130 anfitriões estão disponíveis. Cada um pode especificar, em seu perfil, se ele aceita outros animais além de cachorro ( Foto: Saulo Roberto )

Muitas pessoas que têm um animal de estimação pensam no seu pet como um membro da família. E é por isso que passar um tempo longe de seu bicho, seja devido a uma viagem a trabalho ou de férias, pode ser uma angústia. O aplicativo DogHero surgiu com o intuito de oferecer um serviço prático e que deixe os donos de bichinhos mais tranquilos ao deixá-los com quem realmente gosta de animais.

Eduardo Baer, um dos fundadores da ferramenta, conta que ele e a esposa sempre tiveram vontade de adotar um cachorro, mas como viajavam com frequência, não tinham onde deixá-lo. "A única alternativa eram os hotéis, que oferecem um serviço caro e frio". O empreendedor percebeu que existia um nicho de mercado para isso, já que conversando com amigos descobriu que muitos também deixavam de viajar pelo mesmo motivo.

Quando estava terminando seu MBA na universidade de Stanford em 2014 e planejando a volta ao Brasil, Eduardo descobriu duas empresas que ofereciam um serviço similar ao da DogHero nos Estados Unidos. Ao conversar com Fernando Gadotti, seu colega de curso, eles resolveram trazer o modelo de negócio para o Brasil, que tem o segundo maior mercado de pets do mundo. "Atualmente, temos 15 mil anfitriões no Brasil e mais de 1.200 na Argentina", pontua. Em Fortaleza, 130 anfitriões estão disponíveis na ferramenta para receber bichinhos.

Antes de lançarem o serviço, ambos tinham experiência em startups inovadoras. Baer é um dos cofundadores do aplicativo iFood, enquanto Gadotti fundou a UrbanCaring, serviço online que conecta idosos e suas famílias a cuidadores em São Francisco. O aplicativo DogHero, que já havia recebido aproximadamente R$ 10 milhões em investimentos anteriormente, acaba de receber mais R$ 8 milhões de fundos da Alemanha e do México.

O serviço é simples. Quem tem um pet que precisa de hospedagem, basta entrar no aplicativo (ou no site doghero.Com.Br) e escolher um anfitrião para receber o seu animal. Apesar da DogHero ter sido criada como um serviço especializado em cachorros, cada anfitrião pode especificar, em seu perfil, se ele aceita outros animais. Ainda dentro de cada espécie, os anfitriões escolhem quais raças desejam hospedar. Antes de cada hospedagem é recomendado que o dono do animal explique para o anfitrião a rotina e as necessidades do pet.

Valor da estadia

A busca por anfitriões é totalmente gratuita e caso o tutor se interesse por algum, pode iniciar uma conversa pelo próprio aplicativo ou já fazer a reserva diretamente. Baer esclarece que o valor da estadia é definido pelo anfitrião quando ele se cadastra e que a empresa fica com 25% do valor da hospedagem. "Os valores variam, em média, entre R$ 30 e R$ 70 por noite, preço até 60% mais barato do que hotéis convencionais", diz.

Qualquer pessoa com mais de 18 anos pode ser anfitrião, mas para isso é necessário passar por um processo seletivo, mandar fotos da residência e fazer um teste online. "Apenas 20% das pessoas que se candidatam são aprovadas", reforça Baer.

Eles ainda devem passar por uma prova para atestar os conhecimentos adquiridos. Os aprovados recebem selos no perfil, indicando que fizeram os respectivos módulos de treinamento.

Os anfitriões podem ter animais de estimação. Eles também são avaliados pelos usuários quando cada estadia é concluída e garante que a equipe de suporte DogHero acompanha de perto esse processo para entender se tudo ocorreu como o esperado. A empresa também oferece a Garantia Veterinária. Com o seguro, caso o animal se machuque ou sinta algum mal-estar durante a hospedagem, a empresa reembolsa despesas relacionadas à saúde, como consulta, cirurgia, internação e medicamentos num valor de até R$ 5 mil.

O aplicativo está disponível gratuitamente para os sistemas iOS e Android.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.