coluna

Na Rede: Para não cair em golpes

00:00 · 17.07.2017

Esta semana que passou, a assessoria de imprensa brasileira do WhatsApp nos enviou um guia, em seis pontos, para evitar que você caia em golpes através do aplicativo deles - que faz parte da família de produtos do Facebook de Mark Zuckeberg. Você tem todo o conteúdo neste link: http://bit.Ly/2tKHaBl. Entre as sugestões do WhatsApp estão dicas como "avalie criticamente mensagens que pedem que você compartilhe conteúdo com sua lista de contatos". Ainda há 5 outras dicas que convido o leitor a acessar no link já disponibilizado. O que fica desta ação do WhatsApp é uma tentativa de evitar que sejamos menos ingênuos para acreditar em tudo que nos chega via internet, seja no mensageiro instantâneo, pelo Facebook ou e-mail. Verificar em veículos sérios de notícia ou nos tradicionais matadores de boatos antes de espalhar a "notícia" é seu dever moral para evitar correntes fraudulentas que muitas vezes são tão frágeis que você fica incrédulo como alguém, que você suponha ser uma pessoa inteligente, caiu nessa. Hoje muitos de nós estão se fechando em bolhas, só lendo de fontes até suspeitas dentro de nossas ideias de mundo e isso ajuda muito os golpistas a ganharem espaço. Vamos parar com as correntes mentirosas!

YouTube 

Depois de muito tempo no trono de vídeo mais visto na história do YouTube, o clipe de "Gangnam Style", do sul-coreano Psy, perdeu o 1º lugar para o vídeo "See You Again", do rapper Wiz Khalifa e do cantor Charlie Puth, um tributo a Paul Walker, ator de Velozes e Furiosos que morreu em acidente de carro. Mas "Despacito" está chegando!

Image-0-Artigo-2267850-1

Bom

Brasil e Orlando

Se você já assistiu a um jogo no novíssimo estádio do Orlando City, na Flórida, EUA, saiba que a gestão tecnológica da arena está por conta de uma empresa brasileira de TI, a Resource.

Ruim

Preço do Netflix

O preço da assinatura do Netflix só sobe. Ano a ano, manter o produto fica mais pesado no bolso. Apesar de ter boas séries, bem que poderiam lançar filmes mais novos na plataforma.

Asus te escuta

O diretor de Conteúdo Global da Asus, Marcel Campos, criou uma iniciativa no Twitter pessoal dele para saber dos seguidores o que eles gostariam de encontrar em um futuro smartphone da marca. Não será possível para o Zenfone 4, mas para as gerações futuras é bem viável vermos sua opinião refletida. Participe seguindo a conta @marcelcampos.

Google Earth

O novo Google Earth lança histórias interativas que abordam diferentes aspectos da região amazônica, onde vivem 25 milhões de pessoas e oferece uma vasta diversidade cultural. Cada história do projeto 'Eu sou Amazônia' captura a complexidade da floresta que produz 20% do oxigênio do planeta e abriga uma em cada 10 espécies de animais.

Segurança

O chefe de pesquisa da Morphus Labs, empresa cearense de tecnologia, Renato Marinho, é o primeiro brasileiro com atuação no Brasil convidado a ser Incident Handler da Sans - a mais respeitada autoridade em conteúdo de cibersegurança do mundo. Renato já participa, no fim de julho, do Sansfire em Washington (EUA).

Esmaltec
 
A Esmaltec lançou o aplicativo E-Control para toda a sua linha de cervejeiras. Atualmente, disponível no modelo CV300R, o mecanismo de acesso remoto permite, através de dispositivos móveis, modificar a temperatura à distância, ajustar a agenda com disponibilidade, entre outras ações possíveis.
 

D

Ferramenta anti-ransomware 

Por falar em cibersegurança, a Kaspersky Lab apresenta uma nova geração da Kaspersky Anti-Ransomware Tool for Business, desenvolvida com base nos 20 anos de experiência à frente da batalha contra o crime virtual, para continuar fornecendo gratuitamente a tecnologia anti-ransomware para empresas. O impacto financeiro total de um ataque de ransomware sobre uma empresa pode chegar, em média, a US$ 713.224. Com a ferramenta renovada, as empresas que não querem sofrer com as ameaças de ransomware não precisam se preocupar. Para baixar, acesse: http://bit.Ly/2tI1IfD .

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.