Homenagens

Troféu Sereia de Ouro

A solenidade de entrega da 47ª edição da comenda reuniu personalidades cearenses e homenageou nomes que ajudaram a projetar o Ceará nos cenários nacional e internacional

O vice-prefeito de Fortaleza, Moroni Torgan; o ministro do Superior Tribunal de Justiça, Raul Araújo; o presidente do Tribunal de Justiça do Ceará, desembargador Gladyson Pontes; o governador Camilo Santana; o presidente executivo do Grupo Edson Queiroz, Abelardo Gadelha Rocha Neto; o ministro do Superior Tribunal Militar, José Coêlho Ferreira; a biofarmacêutica Maria da Penha Maia Fernandes, com a irmã Valéria Fernandes; o arquiteto Liberal de Castro; e o médico José Huygens Parente Garcia ( Foto: Cid Barbosa )
00:00 · 07.10.2017

O trabalho em prol do desenvolvimento cearense, executado por personalidades em áreas distintas, foi reconhecido no dia 29 de setembro, durante a tradicional entrega do Troféu Sereia de Ouro, concedido pelo Sistema Verdes Mares. Este ano, a honraria homenageou a atuação da biofarmacêutica Maria da Penha Maia Fernandes, do arquiteto José Liberal de Castro, do médico José Huygens Parente Garcia e do ministro do Superior Tribunal Militar, José Coêlho Ferreira.

Na solenidade, realizada no Theatro José de Alencar, o presidente executivo do Grupo Edson Queiroz, Abelardo Rocha Gadelha Neto, enalteceu a memória de Edson e Yolanda Queiroz, que instituíram a tradição da Sereia de Ouro no Estado. "Meus avós tinham a consciência de que uma sociedade precisa de exemplos para inspirarem a harmoniosa convivência entre seus membros. Onde a virtude e o talento são exaltados, ali se formam os cidadãos mais dignos e de melhor nível civilizatório", destacou.

O médico Huygens Garcia discursou em nome dos sereiados, fazendo questão de evidenciar a importância da campanha promovida pela Fundação Edson Queiroz, "Doe de Coração", que contribuiu, ao longo de 15 anos, para colocar o Ceará na vanguarda dos transplantes do País. "Por fim, agradecemos ao Sistema Verdes Mares e a família Queiroz com um muito obrigado, mas um muito obrigado no 3º nível, o nível mais profundo do Tratado de Gratidão de São Tomás de Aquino", finalizou o médico.

Entregue pela primeira vez em 1971, o Troféu Sereia de Ouro homenageou, desde essa data, 188 personalidades das áreas política, econômica, social e científica que contribuíram para a projeção do Ceará.

Manoela Queiroz Bacelar, Paula Queiroz Frota, Lenise Queiroz Rocha e Renata Queiroz Jereissati

As anfitriãs da noite, Manoela Queiroz Bacelar, Paula Queiroz Frota, Lenise Queiroz Rocha e Renata Queiroz Jereissati

LEIA AINDA: 

> Sereia de Ouro 2017: Maria da Penha
> Sereia de Ouro 2017: Liberal de Castro
> Sereia de Ouro 2017: Huygens Garcia
> Sereia de Ouro 2017: José Coêlho
> Confira mais imagens da 47ª edição do Troféu Sereia de Ouro
 

 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.