Muito mais que Logan

Em cartaz nos cinemas em "Logan", com o qual se despede de seu principal personagem que o acompanhou por 17 anos, Hugh Jackman também coleciona outros talentos

00:00 · 01.04.2017

Dono de muito talento e simpatia, o australiano Hugh Jackman é sucesso nas telas, nos palcos e nas redes sociais. Isso tudo porque ele domina a arte de atuar, de cantar e de sempre soltar uma boa risada. Além disso, é um dos maiores galãs do cinema, eleito pela revista People como uma das "50 Pessoas Mais Bonitas do Mundo" nos anos 2000, 2001 e 2002.

Fazendo muito sucesso no filme "Logan", em cartaz nos cinemas, o papel de Hugh tem sabor de despedida e nostalgia do marcante Wolverine. Após 17 anos dando vida ao mutante dos X-Men com garras de adamantium, Jackman se despede em grande estilo do principal personagem de sua carreira. O longa, ambientado no ano de 2029, foi apontado pela crítica, no Festival de Cinema de Berlim, como o melhor filme de super-herói já realizado.

Origens

Após se formar em jornalismo pela University of Technology de Sydney,em 1994, Hugh estudou atuação na Western Australia Academy of Performing Arts. Assim que completou o curso, em 1995, trabalhou na popular série de TV australiana "Correlli", onde conheceu Deborra-Lee Furness. No ano seguinte casaram-se, e estão juntos até hoje. O casal tem dois filhos adotivos: Oscar Maximillian, de 16 anos, e Ava Eliot, de 11 anos.

Hugh, que foi abandonado pela mãe quando contava apenas 8 anos, enxerga seus filhos como verdadeiramente seus. "Eu não penso neles como crianças adotadas, são nossos filhos. Deb e eu acreditamos nisso, então, eu acho que podemos chamar de destino", disse em entrevista ao jornal The Sunday Times, em 2011.

Muitos talentos

Até 1998, os trabalhos do ator foram divididos entre TV e teatro, com destaque para musicais como "A Bela e a Fera"', onde viveu o vilão Gaston; "The Boy From Oz", que chegou a ser encenado na Broadway e gerou o Tony Award de Melhor Ator em Musical; "Sunset Boulevard" e "Oklahoma!", que lhe trouxe muito sucesso e a indicação ao prêmio Olivier. Em 1999, aconteceu sua primeira participação em um longa-metragem, na comédia Paperback Hero.

Em 2000, iniciou sua saga como Wolverine e sua participação em diversas produções, como "Austrália" (2008) e "Gigantes de Aço" (2011).

Seu lado musical continuou mais vivo do que nunca ao interpretar Jean Valjean no musical "Os Miseráveis" (2012). Por sua interpretação, foi indicado ao Oscar de Melhor Ator e recebeu o prêmio de Melhor Ator - Musical ou Comédia no Globo de Ouro 2013.

Lado humanitário

Além do sucesso absoluto nas redes sociais por seu carisma, humor e gentileza, Hugh também é ativo nas causas sociais. É um dos conselheiros do "Global Citizen", uma plataforma de ação social que busca combater a pobreza extrema até 2030, através de ações coletivas em todo o mundo.

O artista já fez diversas doações para ONGs como "Charity: Water" e "Operation of Hope" e foi Embaixador Honorário na Gala de Beneficiência da "Worldwide Orphans Foundation", que transforma a vida de crianças em comunidades carentes. Em 2011, fundou o "Laughing Man", café solidário em Nova Iorque, em que os lucros obtidos são revertidos para iniciativas solidárias.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.