Fora das convenções

O novo presidente francês Emmanuel Macron pretende ser "nova página" na política do país

00:00 · 20.05.2017

Recém-eleito presidente da França, Emmanuel Macron, 39, mostrou pioneirismo desde a sua candidatura. Isso porque, além de ser o mais jovem a ocupar o posto, ele conseguiu eleger-se sem cargos eletivos anteriores no currículo. As formações em Filosofia e Administração e o mestrado em Políticas Públicas são reflexo de uma educação que sempre chamou atenção: Macron, desde muito jovem, era exemplo entre os colegas de classe. Apesar do início precoce na política, o francês há muito apresentava intenções de chegar a patamares altos, como o que ocupou ao tomar posse da presidência da França, no último dia 14 de maio.

Ele foi sócio do banco Rothschild, no qual conseguiu estabilidade e reconhecimento e, depois disso, foi nomeado secretário-geral adjunto da presidência pelo então presidente François Hollande. Em 2014, tornou-se ministro da Economia e permaneceu na função até 2016, quando criou o partido político "Em Marcha!" e candidatou-se à presidência. O ex-banqueiro - como é tratado frequentemente -, que há alguns anos era desconhecido pela população, agora ocupa o cargo mais importante da França.

Polêmica

Não é somente em aspectos políticos que Emmanuel Macron é pauta frequente. O relacionamento com a esposa, Brigitte Trogneux, tem sido alvo de críticas, motivadas principalmente pela diferença de idade entre eles, que é de 24 anos. Parte dos comentários concentra-se, inclusive, em especulações sobre a sexualidade do presidente eleito.

Em entrevista recente a um jornal francês, ele propôs uma reflexão sobre o preconceito dos boatos espalhados. Macron comentou que, se fosse ele o mais velho da relação, provavelmente não haveria tanto falatório, e ainda classificou as especulações como misóginas. "As pessoas não conseguem aceitar algo sincero, único", disse ele. Vale lembrar um caso semelhante, e que não repercutiu da mesma forma, o do presidente norte-americano Donald Trump, também 24 anos mais velho que a esposa, Melania Trump.

Os caminhos de Macron e Brigitte se cruzaram muito cedo, ainda nos tempos de escola do jovem político. Brigitte era professora de francês e teatro, e chamou a atenção de Macron quando ele tinha apenas 15 anos. Mesmo demonstrando interesse já na época, foi somente aos 18 anos que ele recebeu um sim quando a pediu em namoro.

Propostas

Embora venha de família predominantemente de esquerda, Macron considera-se um político de centro. Uma de suas propostas é reformar o mercado de trabalho, a fim de diminuir o desemprego na França, onde 10% da população está desempregada atualmente, superando a média da União Europeia, de 8%.

Em meio a uma Europa turbulenta, que lida com ataques, imigrantes e certa instabilidade, Emmanuel tem como uma de suas principais missões a luta contra o terrorismo, já que o território francês foi palco de inúmeros atentados nos últimos anos. "Está se abrindo uma nova página da história francesa. Quero que ela seja a da esperança e da confiança renovadas", enfatizou em discurso pós-eleição.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.