Coluna

Viver Melhor: É hora de reAGIR!

00:00 · 28.04.2018

Certamente o mercado ainda está obscuro para alguns, as perspectivas ainda são duvidosas e os cenários incertos na visão de muitos empresários. Por outro lado, sei que há pessoas e empresas que já estão se organizando para reagir. Recentemente, participei de um evento corporativo que tinha como objetivo unir executivos e alinhar seus pensamentos em relação ao futuro.

O primeiro passo, foi o convite a rePENSAR? Pensar de novo; pensar mais uma vez. Pensar sobre quem somos e para onde queremos ir. Pensar sobre nossos valores essenciais e sobre o futuro que desejamos construir. Pensar não só para reafirmar o que já pensávamos, mas também para reconsiderar o que pode ser diferente daquilo que imaginávamos. Pensar não para justificar, mas para solucionar, criar, inovar!

Pensamento com qualidade nos liberta, amplia nosso olhar, levanta alternativas e nos faz encontrar perspectivas. Viktor Frankl, psiquiatra, preso em um campo de concentração, dizia: "Tudo me tiraram, mas ninguém foi capaz de me roubar a liberdade de pensar". Se ele encontrou saída, preso no campo de concentração, certamente nós também encontraremos solução. O mercado, de fato, pode ainda estar imprevisível, mas nada nos impede de idealizar onde queremos chegar. A solução está em manter-se em movimento, em avançar, seguir em frente pelo menos até onde se consegue enxergar.

O segundo convite foi para reFLETIR. Fletir significa dobrar-se, curvar-se, tornar flexível. Refletir é, portanto, curvar-se outra vez, reconsiderar, tornar-se flexível para um novo pensamento que possa vir a surgir. A reflexão é si um pensamento que nos modifica por dentro; ela perde sua missão quando não provoca transformação. Devemos, portanto, refletir e compartilhar nossos pensamentos para criarmos pensamentos diferentes daqueles que possuíamos anteriormente. Se não abrirmos espaço na nossa mente para deixar nossos pensamentos serem provocados e modificados por novos pensamentos de solução, o processa criativo estanca, as ideias não surgem e a reação não acontece.

É hora, portanto, de reAGIR! Não no sentido de defender-se, mas no sentido de agir de novo, em resposta a alguma coisa. Quando usamos a expressão "ele está reagindo bem às medicações", significa que o paciente está se recuperando, está voltando ao seu estado normal de saúde. Muitas empresas estão vivendo esse momento de agir em resposta à crise, de recuperar-se e de retornar à sua "saúde financeira".

O momento está favorável para voltar-se para dentro, reorganizar-se, reativar a capacidade criativa e reutilizar a força produtiva que cada um é capaz. É preciso que as empresas resgatem suas razões de existir e deem evidências ao mercado que suas identidades estão vivas e prontas para reagir. A pergunta está lançada no ar: que propósito nos move a continuar?

Ao final do evento, vi uma equipe engajada, renovada, reconectada com seus valores e motivada para seguir. O exercício de resgate da identidade reacendeu, naquele time, o desejo de cuidar do que é deles, de avançar até onde enxergam e de construírem o futuro que esperam. Aprendi com eles que o contexto, mesmo quando desfavorável, não deve ser pretexto para não repensar, refletir e reagir em direção "à obra" que se deseja construir.

Quem tem um porque enfrenta qualquer como (Viktor Frankl).

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.