Coluna

Márcia Travessoni: Investimentos

Márcia Travessoni (Gente)

marcia.travessoni@diariodonordeste.com.br

00:00 · 01.04.2017 / atualizado às 20:53

Ainda que a demanda por imóveis nos Estados Unidos por compradores brasileiros tenha registrado uma leve queda desde a recente valorização do dólar, os aportes no setor imobiliário norte-americano continuam fortes. "Existe um grupo de brasileiros que investe na Flórida em imóveis comerciais também e esse grupo continua forte, pois o retorno no investimento nesse tipo de imóveis pode chegar de 6% a 8% ao ano em dólar, o que se torna muito atrativo para investidores brasileiros", garante a corretora de imóveis Glice Parente, que atua há mais de cinco anos na região.

Outra transação que ela afirma estar em alta, nesse período, é a venda de imóveis comprados por brasileiros quando o dólar estava desvalorizado. "Muitos brasileiros que compraram imóveis com dólar baixo deverão realizar seus lucros com a taxa de câmbio e colocar os imóveis à venda", acrescenta ela, ponderando que, por outro lado, esse comportamento deve aumentar a oferta de imóveis em Miami. A região de Brickell, segundo ela, é a que concentra o maio número de imóveis à venda.

Registros

Logo depois do chá de panela de Jorge Furtado e Raquel Costa, Rita Cruz irá comemorar o aniversário em Portugal, tendo no roteiro passagens por Porto, Douro, Fátima e Lisboa. Na região do Douro, visitarão as cidades Amarante, Peso da Régua, Pinhão e Lamego. Com ela embarcam Paulo Cruz, Ademar e Paula Bezerra, Rodrigo e Larissa Furtado, Jorge Furtado, Sandra e Rogério Torres.

Karla Pinheiro e Cláudio Porto Silveira celebram os 15 anos da filha Maria Regina, sábado, no Barbra's Eden. Bolo de Marilza Pessoa e vestidos de Cláudia Philomeno. /// São aniversariantes deste fim de semana Roberta Nogueira, Karla Maggy, Isabel Leitão, Dolores Pierre e Mafrense Sousa.

Após assinar o jantar da viagem oficial de Camilo Santana à Holanda, Lia Quinderé reuniu os apaixonados por chocolate para apresentar as novidades da Páscoa. Entre os presentes, a tia-avó de Lia, Agnete Quinderé, de quem ela herdou o apreço pela cozinha. No clique ela está com Valéria e Agnete Quinderé, Maria Eduarda e Marina Cidrão.

Giro

Artistas plásticos que têm uma relação peculiar com o Ceará - a exemplo de Antônio Almeida e Beatriz Milhazes - conferiram a exposição "Viragens", no Rio de Janeiro, que exibe peças da Fundação Edson Queiroz (1). /// antenadas com as novidades de moda, Thyane Dantas, Gisela Vieira e Rebeca Leal esbanjaram estilo em recente encontro de moda na Capital (2) e (4). /// integrante da comitiva que acompanhou o governador Camilo Santana na Holanda, o vice-presidente da Fiec, Carlos Fujita, acompanhado das irmãs, prestigiou a entrega da Medalha da Abolição, no último fim de semana (3).

Luisa Interlingue, Antonio Almeida, Beatriz Milhazes, Randal Pompeu e Carlos Dale (1)

Image-1-Artigo-2221070-1

Thyane Dantas e Gisela Vieira (2)

Lara, Carlos e Liana Fujita (3)

Rebeca Leal Bastos (4)

Image-0-Artigo-2221070-1

Destaque

 

Nas folgas da concorrida agenda imobiliária, Glice Parente tem aproveitado para curtir o Miami Open de tênis, com o marido Ronaldo e a filha Priscilla (com ela na foto).

Turismo

Image-0-Artigo-2221719-1

 

Com uma rica vivência na área privada, Alexandre Pereira assumiu a Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor) apaixonado pela gestão pública e encarando o setor de turismo como motor do desenvolvimento econômico da Capital.

Mesmo já tendo atuado na gestão pública, até assumir a Setfor, você não tinha trabalhado diretamente com Turismo. Como foi essa experiência?

Eu sou movido a desafios, sou muito determinado, disciplinado e até um pouco perfeccionista. Tenho 30 anos de vida empresarial e uma experiência na vida pública, entre lideranças empresariais, e estou também no movimento classista. Entrei na política no fim de 2008, quando fui convidado para participar de uma chapa como candidato a vice-prefeito e me apaixonei pela vida pública. Vi que o Brasil hoje é um país em crescimento mas tem muitos problemas, principalmente quando se refere à gestão pública, e quem tem essa vocação, vem da área privada e se apaixona pela área pública, tem de dar sua contribuição. Minha experiência como gestor de empresas privadas e líder empresarial tem ajudado muito na condução das atividades na área pública.

O fato de vir de um setor não diretamente ligado ao Turismo lhe proporcionou uma visão diferente da secretaria?

Na realidade, minha última experiência na área pública tinha sido como secretário do Desenvolvimento Econômico do governador Cid Gomes, e quando o prefeito Roberto Cláudio me convidou para compor a equipe, ele até achou que eu queria trabalhar no desenvolvimento econômico de Fortaleza, mas escolhi o Turismo porque representa 20% do PIB (Produto Interno Bruto) da Capital, e é a principal mola propulsora do desenvolvimento econômico de Fortaleza, que movimenta mais de 100 setores da economia. Então, tem tudo a ver com desenvolvimento econômico, com a visão que eu tenho. Ele entendeu que o Turismo tem que ter uma importância grande para a cidade, na medida em que é o vetor de desenvolvimento econômico dela.

Quais suas principais metas à frente da pasta?

Fizemos agora o Planejamento Estratégico com o todo o trade turístico, que é muito grande e tem muita representatividade, e focamos em cinco eixos. A conclusão da grande obra de requalificação da Av. Beira Mar; a requalificação da Praia de Iracema, e esse talvez seja o nosso maior desafios, porque a Praia de Iracema foi o nosso grande ícone do turismo; a Praia do Futuro, que estão agora nessa questão judicial das barracas, mas estamos muito otimistas; e tem também a questão da capacitação dos vendedores, taxistas, das pessoas que trabalham nos mercados; e também a promoção de Fortaleza como o melhor destino.

Os visitantes ainda ficam pouco tempo em Fortaleza, quando se compara com as praias do restante do Estado. A Setfor tem alguma ação para mudar isso?

Vamos investir fortemente para manter o turista aqui a partir do turismo de negócios. Eventos, feiras, congressos, nesse grande equipamento que temos, que é o Centro de Eventos, apoiar a rede hoteleira. Vamos investir e apoiar os eventos de negócios de forma a fortalecer o turismo de negócios.

Quem são seus inspiradores, na vida e no trabalho?

Meus pais, que sempre investiram muito na minha educação e na minha disciplina, são meus grandes inspiradores, e minha família, minha esposa e meus filhos, que me dão tranquilidade e a vontade de dar o meu melhor.

Uma viagem.

Todas para Guaramiranga, onde descanso.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.