Coluna

Márcia Travessoni (Gente): secular

Márcia Travessoni (Gente)

marcia.travessoni@diariodonordeste.com.br

00:00 · 30.09.2017

Responsável por transformar o Hospital de Messejana em referência nacional no tratamento cardíaco, o saudoso médico Carlos Alberto Studart Gomes teve o centenário de vida lembrado em homenagens emocionantes. Uma delas foi realizada no próprio hospital -que leva o nome dele -, no bosque de eucaliptos que ele próprio plantou. Na foto ao lado, a família Studart reunida, em um dos momentos de homenagem.

Do front

O Museu da Fotografia Fortaleza lança, nesta terça-feira, mostra "Na Linha de Frente". A exposição traz histórias do front de batalhas, contadas pelas lentes de fotojornalistas ainda em atividade nos conflitos de guerra, como André Liohn, Maurício Lima, Gabriel Chaim, Yan Boechat, João Castellano e Felipe Dana/AP. São mais de 70 registros, selecionados pela curadoria de Fernando Costa Netto.

Personas

Camila Toledo, Maurício Lobo e Amauri Marques são alguns dos nomes confirmados no Senac Moda Conecta SP-CE, que acontecerá no dia 18 de outubro. O evento é uma customização, aos moldes do mercado cearense, do encontro de tendências de moda que acontece há 25 anos em São Paulo. Empresários e empreendedores do setor de moda do Ceará terão acesso às tendências do verão 2019, com direito a cartela de cores, padronagens e modelagens que estarão em alta na temporada. As inscrições para o evento já estão abertas, em todas as unidades do Senac.

Adélia Magalhães é uma das apoiadoras do Bazar Solidário promovido por Adroaldo Tapetes do Mundo. O evento acontece entre os dias 26 e 28 de outubro, na Audi Center Fortaleza, e terá a renda em prol do Lar Torres de Melo, Lar de Crianças Sara e Burton Davis, Lar Santa Mônica e Associação Peter Pan. Além da venda de peças, o bazar terá atividades como aula show e coquetel.

Em festa

Filho de Carolina Aragão e João Bruno Aragão, João Eudes Neto terá sua primeira festinha de aniversário realizada próximo dia 7, no salão de festas do Mansão Macedo. ///Eunício Oliveira, Jorge Albuquerque, Ticiana Frota, Vera Costa, Synara Leal, Cândido Quinderé e Myrza Feitosa são os aniversariantes deste fim de semana.

Giro

O casamento de Larissa Ximenes e Newton Basto, que teve elegante recepção na casa de Edyr Rolim, foi prestigiado por nomes como Fradique e Danielle Accioly, André e Larissa Laprovítera - que usou um modelo by Aidan Mattox (1) e (4). /// A médica Isabelle Parahyba embarca neste fim de semana para São Paulo, para encontrar o namorado Rafael Ribeiro e começar as comemorações do aniversário dele, celebrado no dia 5 (2). /// Alexandre Pereira e Jorge Parente prestigiaram, na sede da CNI, em Brasília, a posse de José Batista como novo presidente da Associação Brasileira da Indústria da Panificação (Abip) (3). ///

Fradique e Danielle Accioly (1) , Rafael Ribeiro e Isabelle Parahyba (2), Alexandre Pereira, José Batista e Jorge Parente (3) , Larissa Laprovítera (4)

Composições

a
A diversidade da música brasileira é ilustrada com um toque carioca no repertório do compositor Francis Hime. O artista foi introduzido ao mundo da música aos seis anos, quando começou a fazer aulas de piano no Conservatório Brasileiro de Música. A primeira grande parceria foi com Vinicius de Moraes, em 1963, resultando em músicas como "Sem Mais Adeus" e "Tereza Sabe Sambar". Posteriormente, Chico Buarque se tornou parte de sua lista de colaborações, com quem compôs "Trocando Em Miúdos", "Pivete" e "Passaredo". De trilhas para filmes e peças teatrais a canções gravadas por nomes como Elis Regina, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Nara Leão e Toquinho, Francis provou ter um talento múltiplo - que ficou ainda mais evidente quando passou a produzir peças eruditas. Em Fortaleza, ele tem um parceiro de canções especial: o empresário Pio Rodrigues, com quem compôs canções que integram um CD gravado pelo cearense. Este mês, Francis Hime esteve em Aquiraz com o concerto "Música & Poesia".

Sua formação em música começou ainda na infância. Mesmo sem esse incentivo, você acredita que a carreira musical teria sido algo natural na sua vida?

Acho que sim, pois a música estava no sangue, apesar de eu ter me formado engenheiro antes de finalmente abraçar a música.

Sambas, frevos, modinhas e choros são alguns dos ritmos contemplados em suas composições. Como consegue transitar tão bem entre diversos ritmos?

A variedade e a diversidade formam o grande tesouro que é a música brasileira, e eu adoro a música brasileira.

No teatro, você compôs trilhas para espetáculos e peças eruditas. Como foi a transição para esse nicho musical e artístico?

Gosto muito de compor trilhas, seja para teatro ou cinema. E no caso da música erudita, isto se deu pelo gosto que tenho de compor para orquestras, e que desenvolvi a partir de meados da década de 1980.

Existe ainda algum campo, envolvendo a música, que você ainda não explorou e tem vontade de trabalhar?

Eu tenho uma ópera que ainda está inédito: A Ópera do Futebol. Quem sabe ela sai do papel em breve...

Você vem com frequência ao Ceará para visitar seu amigo, o empresário Pio Rodrigues. De que forma se desenvolveu essa amizade, que também resulta em composições?

O Pio e a Stella são grandes amigos nossos. Eu os conheci através do Danilo Caymmi e desenvolvemos uma bela parceria, onde já temos três canções.

Qual a sua relação com o nosso Estado?

Tenho muita alegria sempre que venho ao Ceará, onde o povo é tão hospitaleiro e gentil. A experiência mais recente foi o encontro na Tapera das Artes, em Aquiraz, onde me emocionei muito com a meninada cantando músicas minhas.

Em 2015, você lançou "Francis Hime 50 Anos de Música". Como foi a experiência de reunir seus principais trabalhos, após tantos anos de carreira e tantos trabalhos realizados?

Foi um trabalho que me deu muita alegria, pois realmente procurei traçar um amplo painel de minhas produções, contemplando desde a música popular até a de concerto.

Quem são suas inspirações, na vida e no trabalho?

A gente brasileira, e mais particularmente, a música brasileira.

Destaque

Com obras do multiartista Arnaldo Antunes, a exposição "Palavras em Movimento" será aberta dia 19, na Caixa Cultural, e fica em cartaz até 22/12.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.