coluna

Márcia Travessoni (Gente) — Premium

Márcia Travessoni (Gente)

marcia.travessoni@diariodonordeste.com.br

00:00 · 26.08.2017
Márcia Travessoni, Patrícia Macedo, Maira Silva e Liana Thomaz

A Cavalieri Confraria foi cenário do lançamento da marca de relógios suíços Omega, na noite da última quarta. Ricardo Bezerra, Alexandre Leitão e Felipe Queiroz Rocha no clique.

Notoriedade

Durante palestra em São Paulo na segunda-feira, Camilo Santana apresentou dados sobre a gestão do Estado a empresários. O governador também exibiu os recentes resultados da educação do Ceará e falou sobre os equipamentos incluídos no programa de concessões. Junto com a comitiva, visitou ainda as instalações da XP Investimentos.

Em festa

Está marcado para o dia 7 de outubro o casamento de Lucas Câmara e Laime Paz, em Cintra, em Portugal, com festa no Penha Longa Resort. Os noivos são filhos de Fátima e Cláudio Henrique Câmara, Heverson e Verônica Paz.

Ana Virgínia Martins comemora aniversário neste sábado com as amigas reunidas em almoço no Moana. São também aniversariantes do fim de semana: Ana Cristina Vieira, Liliana Rola, Silvana Vasconcelos, Daniela Coimbra e Elisa Oliveira.

Bastidores

Com programação aberta ao público, o Shopping Benfica realizará, em parceria com o Conselho Regional de Psicologia, evento comemorativo pelo Dia do Psicólogo (27/8). Um grande encontro acontecerá no dia 26, às 13h30, na Área de Eventos (2º piso), para abordar o campo profissional e as lutas da categoria.

Aguardada pelos amazonenses, a inauguração do Coco Bambu Manaus ocorreu no dia 23. Vários sócios de outros estados da rede prestigiaram a inauguração. Com projeto do arquiteto Carlos Otávio a nova loja situada no Shopping Ponta Negra exibe dois pisos e 900 lugares. O Coco Bambu abriu o maior e mais completo restaurante de Manaus, com salões de eventos, espaço lounge and music e briquedoteca. A loja possui até escada rolante.

Mosaico

Morgana Dias Branco viaja na próxima semana à Suíça, onde deixará a filha Lissa na comuna de Lugano, enquanto os outros gêmeos Lucca e Luciano vão para um colégio bem perto de Nova York, nos Estados Unidos.///Liana ThomAz nos preparativos do casamento do filho Rodrigo. Patrícia Macedo também está preparando as malas para viagem à China na comitiva de Roberto Cláudio./// Realizada e feliz com o casamento, Mariana Bichucher contou que tudo saiu perfeito na troca de alianças. O vestido assinado por Lino Villaventura captou exatamente o que sonhava. 

Lucca, Lissa e Luciano Dias Branco,Mariana Bichucher 

Destaque

Afrânio e Felipe Barreira anunciam para 7 de setembro a inauguração da unidade da rede de restaurantes Coco Bambu em Miami Beach, nos Estados Unidos.

Por uma região

Image-0-Artigo-2286757-1

O que motivou você a seguir carreira cinematográfica? Ela sempre foi a sua primeira opção?

Desde a infância tenho grande fascínio pelo cinema. Quando jovem, sonhava em fazer filmes. Consegui realizar o primeiro curta-metragem, em bitola Super-8, no ano de 1975, com o coletivo Por Exemplo, no Crato. Além disso, também fui artista gráfico durante algum tempo.

Suas produções têm bastante enfoque na cultura popular nordestina. Qual a importância, na sua opinião, de dar visibilidade às tradições e realidade do Nordeste sob a perspectiva de um cineasta cearense?

Eu trabalho com as histórias, as culturas e os imaginários do Nordeste, o que significa trabalhar com um leque bem amplo de possibilidades criativas. O Nordeste precisa ser compreendido como um espaço aberto, como lugar de encontro de povos, de culturas, de intercâmbios, com imensa contribuição ao que podemos denominar como sendo "cultura brasileira", nascida de encontros e enfrentamentos desde o período colonial até hoje, com grande contribuição de índios, europeus, afro-brasileiros e muitos outros.

Quais são os desafios em representar essas características da cultura da região sem estereotipá-las ou ficar no lugar-comum?

O que é em geral entendido como cultura nordestina por vezes me incomoda um pouco, sobretudo, quando resvala para estereótipos e clivagens muito próximas do preconceito. Para além disso, a discussão sobre o significado de cultura e especificidade cultural é outro desafio. Nos meus filmes, para fugir desses dois perigos reducionistas, eu penso o Ceará e o Nordeste como espaços vivos, herdeiros multiculturais de muitos povos. Penso em uma contemporaneidade em transformação, em identidades em construção.

Como é o processo de inserção da literatura de cordel dentro dos seus filmes? Como funciona essa mescla?

A literatura de cordel é um exemplo dessa herança milenar das culturas dos povos, pois nela encontramos do tema mais contemporâneo ao conto oriental, do romanceiro ibérico às novelas da TV, da narrativa afro-brasileira ao mito indígena. O cordel é um universo criativo popular muito rico e que deixou uma enorme influência sobre a literatura, o teatro, o cinema e as artes plásticas, no Brasil. O cordel influencia e é influenciado, notadamente pelo cinema. Na primeira metade do século XX, muitas capas de cordéis eram ilustradas por fotos de artistas de cinema. Hoje o cordel interage com a internet.

Em seu longa mais recente, "Os Pobres Diabos", além do Nordeste e do cordel, você homenageia o circo. Por que a escolha desse contexto?

O circo e o grupo mambembe são originários de qualquer lugar do Brasil, ou pelo menos experimentados em tantos deslocamentos migratórios que a coisa da pertença territorial cede lugar a uma vivência de muitos lugares e códigos culturais. Com o passar do tempo, eles vão adquirindo características de tantos lugares por onde passaram e viveram, que já não é possível identificar de onde eles vieram, ou que lugar ou cultura representam. Esta decisão está refletida na escolha que fizemos dos atores e atrizes do filme Os Pobres Diabos, vindos de diversas regiões.

A cultura do Nordeste e as nuances do cearense ganham papel de destaque nas obras do cineasta e escritor Rosemberg Cariry. Ao Gente, o também poeta fala sobre o processo de inserção desses elementos nos trabalhos, entre eles o circo e o cordel

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.