Coluna

Márcia Travessoni (Gente): novo ciclo

Márcia Travessoni (Gente)

marcia.travessoni@diariodonordeste.com.br

00:00 · 09.06.2018

O santuário de Nossa Senhora da Assunção, no bairro Vila Velha, foi o local escolhido pelo governador Camilo Santana para marcar a comemoração de seus 50 anos. Na igreja dedicada à padroeira da Capital, Camilo participou de missa de Ação de Graças e foi abraçado por diversos amigos e autoridades, entre eles, o prefeito Roberto Cláudio e o senador Eunício Oliveira. Após a missa, o governador foi homenageado pelo artesão Espedito Seleiro, natural do Cariri, mesma região onde o governador nasceu. Conhecido pelo primoroso trabalho em couro, Espedito confeccionou um quadro que emoldura a foto de Camilo entre seus traços no couro colorido. Nicolle Barbosa, Lia Ferreira Gomes e Socorro França foram algumas das presenças no evento (1) e (2).

Image-0-Artigo-2410347-1
Antônia Irenilda Martins Carvalho, Espedito Seleiro, Onélia Leite e Camilo Santana (1),

Image-1-Artigo-2410347-1
Nicolle Barbosa, Lia Ferreira Gomes e Socorro França (2)

Curtição

foto
Sandra rolim desfruta de um momento ímpar como avó: acompanhando o crescimento dos gêmeos João e Maria, filhos de Sérgio e Gabriella Rolim que completaram seis meses recentemente, ela está na expectativa para a chegada do terceiro neto, filho de Alessandra e Reno Bertosi, e que deve vir ao mundo em agosto.

Destaque

Image-0-Artigo-2410638-1
Teresa Távora Ximenes e Teresa Borges foram as articuladoras da missa em memória de Virgílio Távora, celebrada na Igreja de São Vicente.

Aterro junino

Promovido pelo Sistema Verdes Mares, o "São João de Fortaleza" deste ano promete ser a maior festa junina de capital no Brasil. Esta edição, marcada para os dias 14 a 17 de junho, no Aterro da Praia de Iracema, reunirá grandes nomes do forró e do sertanejo, além de apresentações de quadrilhas, cidade cenográfica e camarotes temáticos. Wesley Safadão e Zezé di Camargo e Luciano integram a programação.

Registros

Rodrigo Maia foi visitar a Casa Cor da capital paulista. Na volta, iniciará os preparativos da comemoração pelo seu aniversário, marcada para 29 de junho. ///Anna Christinna Henriques dará uma pausa em suas atividades para curtir as férias de julho com os netos em Miami e Orlando.

Karísia e Luiz Pontes foram passar o fim de semana em Guaramiranga, com a família dela. /// Na recente viagem aos Estados Unidos, com turma de amigos, Cláudia Martins Saboya reviu New York, com seus excelentes musicais da Broadway. De lá, foi ao Canadá, onde fez um cruzeiro pelo Royal Caribean. /// São aniversariantes do fim de semana José Valdo Silva, Mairton Lucena, Ary Ramalho, Isabel Barroso e Daniel Machado.

Cláudia Carvalho lança, dia 21, às 18h30 na Livraria Cultura, seu mais novo romance, "O poder das lagartixas". O evento, coordenado por Lilia Quinderé, terá direito a coquetel para convidados e bate-papo especial com a autora sobre protagonismo feminino ontem e hoje.

Apaixonados

Para o Dia dos Namorados a diretoria do Ideal Clube prepara jantar especial, embalado pelo pianista Rafael Maia. Ester e Renato Barroso já reservaram mesas para cinco casais, para o jantar à luz de velas que acontece no dia 12.

Também no dia dos apaixonados, o Shopping Benfica terá programação especial, com show do maestro da Orquestra Filarmônica do Ceará, Gladson Carvalho. O músico trará a apresentação "Um violino na noite", às 19h do dia 12. Os casais serão, ainda, presenteados com fotos personalizadas na cabine "Paixão da minha vida".

Jurídico

Image-0-Artigo-2410637-1
Citado em um livro norte-americano como integrante de uma nova geração de profissionais do judiciário brasileiro, o juiz federal Danilo Fontenele, titular da 11ª Vara da Justiça Federal no Ceará, lançou recentemente mais um livro, integrante de uma trilogia que ele está produzindo.

Como você descobriu sua vocação na área jurídica?

Por mais estranho que possa parecer, foi mais ou menos aos 11 anos de idade que comecei a pensar em ser juiz. Na verdade, nem tinha muita noção das tarefas de um magistrado, mas sabia que poderia colaborar para uma sociedade mais justa, e isso passou a ser meu sonho.

Você já atuou fora da área jurídica, como redator publicitário. De que modo essa experiência somou à sua função atual?

Durante a faculdade tive oportunidade de trabalhar nessa área, e creio que foi graças a essa experiência e ao meu chefe na época (Brás Henrique) que aprendi a escrever com maior criatividade e objetividade.

Seu novo livro, "Acesso à Justiça e à Legitimidade Sensível", é voltado à comunidade jurídica ou ao público em geral?

Esse livro faz parte de uma trilogia que começou com o livro "O sentido do Direito e o sentimento do Justo", que foi minha tese de doutorado na PUC/SP, e será seguido por outro que sai em 2019, todos pela Lumen Juris editora, mas trata de assuntos jurídicos que afetam a todos.

Qual o maior desafio em julgar casos como o do assalto ao Banco Central, que teve grande repercussão?

Na verdade, o maior desafio foi a abrangência dos fatos e o número de envolvidos, uma vez que cerca de 183 pessoas acabaram sendo julgadas conforme os níveis de envolvimento, mas contamos com excelente trabalho da Polícia Federal, nas pessoas do delegado Antônio Celso dos Santos e sua equipe, atuação primorosa da procuradora da República Rita de Cássia, e com o empenho e dedicação de toda a equipe da 11ª Vara, o que acabou tornando os processos principais mais fáceis de lidar.

Você foi citado no livro "Lobby Desvendado", de Matthew M. Taylor, como parte de uma "nova geração de juízes" encabeçada por Sérgio Moro. Como você define essa nova geração?

O autor classificou alguns juízes como sendo de uma nova geração que se dedica à missão profissional que escolheram, realizando justiça de modo sereno, técnico e seguro, sem admitir pressões ou ceder a tentações. Recebi a citação como verdadeira homenagem a todos os juízes, federais e estaduais, que mantêm o ideal de colaborarem para uma sociedade mais justa e igualitária.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.