Coluna

Márcia Travessoni (Gente): boas novas

Márcia Travessoni (Gente)

marcia.travessoni@diariodonordeste.com.br

00:00 · 21.04.2018

Com o nascimento de Olívia, esta semana, Natália e Lucas Pontes presentearam Karísia e Luís Pontes, Ailza e Francisco Ventura com mais uma netinha. A pequena veio trazer mais alegrias à família e fazer companhia para a outra filha do casal, Sofia (1). /// Fundadores do Maraponga Mart Moda, Mana e Manoel Holanda estão à frente de mais uma edição do Festival da Moda de Fortaleza (FMF), que acontece de 23 a 25 de abril. Durante o evento, que enaltece a pluralidade da moda, são esperados revendedores e corretores de moda de vários lugares do País para conferirem o lançamento das coleções de cerca de 250 marcas (2).

Image-0-Artigo-2389770-1
Natália e Lucas Pontes (1)

Image-1-Artigo-2389770-1
Manoel e Mana Holanda (2)

Look

Para a festa de aniversário de Lia Freire, no Barbra's Eden, Niedja Bezerra elegeu uma produção de Cecília Prado, com a qual brilhou no evento.

Destaque

Image-0-Artigo-2389288-1
Prefeito Roberto Cláudio e o presidente em exercício do Sistema Fecomércio-CE, Maurício Filizola

Relevância

Tão importante quanto ver (e apoiar) mulheres em cargos de relevância social, é perceber a mudança histórica que elas ajudam a conduzir. O destaque de hoje é para a amiga querida e competente juíza da 1ª Vara do Júri de Fortaleza, Danielle Pinheiro, que conduziu o julgamento do caso Dandara, a travesti que foi morta no ano passado, e cuja repercussão do assassinato levantou importantes discussões sobre violência, preconceito e políticas para a comunidade LGBT. "Sinto-me feliz em poder contribuir com a sociedade no sentido de, como magistrada, promover a justiça e solucionar conflitos à luz do Direito, respeitando as garantias fundamentais", declarou Danielle.

Registros

Na cobertura, Regina e Pedro Galvão Júnior celebraram os 60 anos dele, último sábado, com feijoada. Excelsa, Arthur, Ana Luiza, Urbano e Valéria Costa Lima, Hugo Granjeiro, Carlotinha e Roberto Pinheiro, Valéria e José Rocha, Inês e Roberto Porto, Rebeca e Raul Martins, Eliana e Augusto Borges entre os presentes. /// Fernando Barroso, Flávio Leitão, Brena Pessoa, Karla Rodrigues, Brícia Teixeira, Ayla Rodrigues, Érika de Castro, Manoel Milfont, Sylvinha Soares e Salma Machado são os aniversariantes do fim de semana.

Homenagens

Meton César de Vasconcelos recebe, dia 26 de abril, o título de Grande Benemérito do Náutico Atlético Cearense, no salão Nobre Pedro Coelho.

Dia 21 de maio, o prefeito Roberto Cláudio será homenageado com a Medalha Clóvis Arrais Maia, concedida pelo Sistema Fecomércio. Este ano, a festa que marca a entrega da medalha celebra, ainda, os 70 anos do Sistema Fecomércio no Ceará e a posse da nova diretoria eleita para o mandato 2018/2022. O evento acontece no Lulla's Plazzá.

Consciência

Image-0-Artigo-2389309-1
Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa (CMDPI) e coordenador da Política Municipal de Idosos, o coronel Sérgio Gomes traça um panorama dos esforços, do município, em conscientizar a população acerca dos direitos dos idosos.

Como Fortaleza chegou à posição vanguardista em políticas públicas para o idoso?

Em 2013, na primeira gestão do prefeito Roberto Cláudio, seguimos duas orientações: a Carta de Madrid, que fala sobre envelhecimento ativo e saudável, e a chamada Cidade Amiga do Idoso, da Organização Mundial da Saúde. Revimos a política municipal e publicamos a sua nova versão, baseada nesses dois critérios. A partir daí, regulamentamos o Conselho Municipal da Pessoa Idosa, as condições para o seu funcionamento e criamos o Fundo Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa, ferramenta fundamental que nos possibilita receber doações de empresas através de incentivo fiscal. Só depois de todas essas medidas, iniciamos o Projeto Fortaleza Cidade Amiga do Idoso, que vem desde 2014.

Nos últimos cinco anos, quais as principais mudanças que ocorreram em benefício da população idosa?

A grande mudança está sendo cultural. As pessoas começaram a entender que valorizar e respeitar o idoso não é obrigação, mas um direito normal que essa pessoa tem. A gente observa que, dentro dessa evolução, os idosos mudaram o seu perfil, estão mais ativos, ainda trabalhando, se divertindo, buscando outras rotinas que não tinham até então. A mudança é lenta, mas está acontecendo. Poderia e deveria ser melhor, mas a política do idoso é muito recente em relação à da criança e à da juventude, por exemplo. A gente acredita que está no caminho certo.

Quais os principais projetos em andamento nessa área?

Em 2013, Fortaleza tinha R$ 440 mil de orçamento anual que não era executado. Em 2018, a cidade está executando mais de R$10 milhões em orçamento de políticas públicas voltadas para a pessoa idosa. Esse dinheiro ajuda entidades como Lar Torres de Melo, Casa de Nazaré, Santa Casa de Misericórdia, além de desenvolver projetos como o Hortas Sociais, que beneficiou mais de mil idosos em situação de caridade ano passado, com vegetais e legumes livres de agrotóxicos. O Esporte Amigo do Idoso, com atividades físicas em 32 bairros e muitos outros. Estamos desenvolvendo, inclusive, um aplicativo e plataforma web, com empresas privadas, que pretendem facilitar as denúncias por parte população idosa, caso tenham seus direitos violados, sejam agredidos ou negligenciados. Vai ser a primeira ferramenta dessa natureza no Brasil.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.