Coluna

Estrelas Esquecidas: Mulher de classe e independente

Estrelas Esquecidas

A. CAPIBARIBE NETO - capi@globo.com

00:00 · 05.05.2018

Era começo de noite de um dia despojado, sem afetação, quando cheguei à lanchonete do Empório sempre em moda e Ela já estava lá, sozinha, sentada a uma mesa de dois lugares servida apenas para um. Bastou um olhar rápido para gravar a sua imagem. Então, olhar de soslaio (do francês ou provençal antigo "d'eslais" ou castelhano "soslayo" ou de esguelha), para quem tem visão periférica privilegiada, é possível perscrutar detalhes sem encarar diretamente o objeto de uma admiração instantânea, no caso, Ela, uma mulher de classe que contagiou o chegante de inopino.

Insinuando meditar ou em pausa para uma anônima reflexão, pude notar seu perfil quase helênico e seus olhos de real castanho. Usava discretos fones de ouvido semiencobertos pelos cabelos da mesma cor, arrumados em um coque enquanto segurava com elegância um smartphone em uma das mãos.

Como não disse uma palavra, desde que cheguei até o momento em que pediu a conta para ir embora, deduzi que estaria escutando músicas de sua preferência que a enlevavam, pela expressão do rosto e a fazia manter um sorriso à Monalisa, sem ser enigmático, ou deliciava-se, quiçá, com uma confissão de amor, benquerença ou, mais, ouvia com enlevo uma mensagem que lhe fazia bem a aura, a alma, o espírito e a tornava única naquele contexto.

Não parecia esperar ninguém, não cumprimentou ninguém e ninguém se aproximou dela. Parecia bastar-se. Não olhou para ninguém, muito menos para mim, que estava a menos de dois metros de suas pernas cruzadas com elegância.

Não sei a que horas Ela entrou no local, não reparei no pedido que fez para acompanhar o café que bebeu, mas era possível sentir que Ela parecia estar confortavelmente sozinha no seu mundo, desfrutando uma indiscutível independência, quando foi embora, na moldura natural que a endeusava merecidamente, deixou no ar um rastro de suave fragrância de alfazema que a destacou na inadiável inspiração do circunstante embevecido...

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.