Coluna

Estrelas Esquecidas: batatinhas

Estrelas Esquecidas

A. CAPIBARIBE NETO - capi@globo.com

00:00 · 20.01.2018

O perrengue da falta de classe, de educação e cujo significado (perrengue, bem entendido), de acordo com o Dicionário da Língua Portuguesa, pode ser covarde, medroso, lerdo, pouco inteligente, que sofre de manqueira, brigão, colérico, altercado, situação difícil ou apuro, adequa-se muito bem, no seu conjunto, pela obra ou quase morte, tudo por conta de simples batatinhas fritas na exagerada demonstração de poder.

Pessoas que, mais conveniente, teria sido deixar por menos o perrengue em questão, pouco comum até na periferia, e evitar espalhar de "pétalas" no ventilador, preferiram investir escandalosamente num fuzuê e ainda rodaram a baiana no ambiente, quando o mais prudente teria sido não ter os holofotes do lugar sobre suas cabeças, corpos e bolsa de "grife" com viés de pobrice. Mas, não, preferiram se envolver na baixaria pública das batatinhas fritas que voaram no local. Entre tapas, empurrões, filha disso, filha daquilo, ameaças, tudo com os efeitos especiais de batatinhas fritas voando e espalhadas pelo chão.

Acalmados os ânimos, curiosos circunstantes procuraram o estopim. Descobriram que teria sido uma pessoa portando uma "fake handbag" demonstrar falta de bons modos, carência de boa educação e boas maneiras e exagerar na arrogância e prepotência em um ato de desnecessário esnobismo. Essa pessoa teria se chegado à mesa já ocupada por um grupo e avançou descaradamente, ou com a maior wood face, ou cara de pau, nas batatinhas fritas que não lhe pertenciam.

Os que estavam ali não gostaram e reclamaram do comportamento da pessoa com a suposta bolsa de grife. Sentindo-se agredida com a reclamação, ela perfilou-se no alto de suas sandálias, supostamente compradas em 30, 60, 90 e 120 dias para pagar e, exibindo a tal bolsa de suposta grife, supostamente cara, mas com tudo para ter sido comprada no Dust Alley, na conhecida Imperator Avenue, declamou para os incomodados: "the money I spent buying this handbag pays the salary of all of you...!". Legenda em português: "O dinheiro que eu gastei comprando essa bolsa pode pagar o salário de vocês!".

A bem da verdade, o preço de uma bolsa de grife legítima daria para pagar o salário-detenção de pelo menos oito presidiários. Pra quê dizer isso, Tia Chica? Em tempos de acirrada disputa entre fãs de mortadela e os chegados a uma coxinha de frango, a briga por batatas fritas só ressentiu da falta das bandeiras radicais de cada uma das torcidas que logo se organizaram em grupos. Conta-se à boca pequena que o perrengue ultrapassou as fronteiras internacionais. Saiu da pressuposição de que o produto possivelmente teria a sua origem na China e chegou aos ouvidos de Kim Jong-un, aquele menino coreano dos foguetes.

A mulher dele, por sinal, a belíssima e elegante Ri Sol-ju, tem uma bolsa da mesma marca exibida na confusão das batatas fritas. A diferença é que a da primeira dama da Coreia do Norte é Prada ou Gucci, legítimas, e ela as usa com muita discrição. Se, e somente se, a Sol do Zé Fogueteiro estivesse envolvida em uma briga dessas, o maridão resolveria na hora com um ou dois rojões. Kim Jong-un limitou-se a rir do perrengue das batatinhas fritas, mas a pessoa em questão arriscou-se a se expôr desnecessariamente e foi aí que um circunstante curioso lançou a pergunta: "Quem é essa maluca?". "Sabe não? É aquela Gerôncia! Aquela, que saiu no Heavy Bar, envolvida com o golpe dos "cartãozeiros" (ainda sem tradução no inglês, mas Heavy Bar pode ser entendido como Barra Pesada).

Aliás, a versão cearense para Dust Alley é Beco da Poeira. O pior é que as batatinhas que voaram nem eram french fries de grife, tinham o mesmo gosto duvidoso e engordam do mesmo jeito. Ainda bem que a pessoa em questão não fez das lingeries da Victoria Secret's o referencial para evidenciar seu poder, o que teria sido muito mais interessante e dado mais ibope.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.