Sarah Berger

A top da vez

Há apenas dois anos trabalhando como modelo, a cearense Sarah Berger já coleciona recordes e é destaque nas temporadas de moda, desfilando para 13 marcas na última edição do SPFW

00:00 · 05.05.2018

Se você acompanha as novidades do mundo fashion, é provável que já tenha se deparado com os traços fortes de Sarah Berger, 20, nas passarelas. A cearense, ainda novata na profissão, mas com experiência de peso na bagagem, é uma das recordistas da temporada, desfilando para 13 marcas na mais recente edição do São Paulo Fashion Week (SPFW). Ela foi a escolhida para abrir os desfiles de Lily Sarti, Modem e Fernanda Yamamoto.

Diferentemente do que se imagina, esta não foi a primeira vez que Sarah quebrou recordes. Ela também surpreendeu em sua primeira SPFW, em 2016, sendo a modelo que desfilou mais vezes naquela edição. O sucesso, segundo a new face, não tem muitos segredos. "Eu procuro ter foco e vontade de aprender sobre esse novo mundo. Junto a isso, foram somadas as chances que apareceram no meu caminho. Tudo isso me ajudou a seguir em frente quando as dificuldades apareciam", revelou em entrevista exclusiva ao Gente.

No mês de maio, Sarah retorna ao Ceará para o DFB Festival, um dos maiores eventos de moda autoral do Norte-Nordeste.

Fenômeno

A modelo, que foi cover girl da edição de abril da revista L'Officiel Brasil, já transcendeu o mercado brasileiro e agora leva o seu nome para as passarelas gringas. A jovem foi, inclusive, a recordista brasileira na temporada de moda internacional, desfilando para 32 grifes nas semanas de moda de Milão, Paris e Nova York. Para se ter uma ideia, Chanel, Valentino, Dolce & Gabbana, Carolina Herrera, Gucci, John Galliano e Hermès são apenas alguns dos nomes que compõem o currículo dela.

Trajetória

Quando foi descoberta por um olheiro, aos 18 anos, Sarah cursava Publicidade e Propaganda e não imaginava que alcançaria o patamar atual. Mesmo sem saber bem o que esperar no começo, ela "estava determinada a aprender" e a dar tudo de si. "Se ia mesmo entrar nessa carreira, era pra ser de cabeça", enfatizou a jovem.

Modestamente, Sarah aponta o foco e a determinação como responsáveis pelas conquistas como modelo, mas é notório que o talento e a segurança nas passarelas foram fatores determinantes. Não à toa, hoje ela é um fenômeno, agenciada no Brasil pela Way Models, mesma empresa responsável por nomes como Alessandra Ambrósio e Carol Trentini.

Considerando toda a repercussão que ela já alcançou, talvez soasse até redundante dizer que Sarah Berger é "promessa" do mundo da moda: o sucesso estrondoso da cearense já é realidade. E está só começando.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.