Ilustrações

Três quadros de aventura

Tirinhas com personagens infantis garantem diversão e entretenimento para todas as idades

00:00 · 08.03.2015
armandinho
Armandinho é sucesso nas redes sociais ( Foto: Divulgação )
dragoesmodernos
Os Dragões Modernos agradam crianças e jovens ( Foto: Divulgação )
banguela
O Banguela é uma gracinha e conversou também com o Diarinho ( Foto: Divulgação )

Você já parou para pensar o que é ser um criança? Ser criança pode ser ter uma imaginação bastante criativa, ser corajoso, ter energia para viver grandes aventuras, viver situações engraçadas por ainda ser pequeno e não entender muito bem como o mundo dos adultos funciona.

Definir o que é ser criança é algo muito amplo e difícil. Entretanto, há aqueles que apostam em uma característica que se aplica à maioria dos pequenos: a irreverência. Pelo menos é o que evidenciam alguns cartunistas que publicam tirinhas na internet.

Por exemplo, quem nunca ouviu falar do Armandinho? O garotinho de cabelo azul que sempre anda acompanhado por um sapo se tornou famoso em 2013 devido às suas historinhas que apresentam situações engraçadas, inusitadas e reflexivas envolvendo o mundo infantil.

Alexandre Beck, 42, é o pai do Armandinho. O cartunista catarinense relata que se inspirou nos filhos e no sobrinho para criar o personagem. “Augusto tem um jeito de ser quieto, pensativo; escolhe as palavras. Fernanda adora aventuras, bichos, natureza e arte. Vicente [sobrinho] é um ‘Armandinho’ em pessoa”. Mas o garotinho irreverente também traz muito de si. “Toda a preocupação com a natureza e tal. E eu questiono muito as coisas, pra tentar entendê-las”. 

O cartunista diz que trabalha com quadrinhos há bastante tempo. Para ele, as tirinhas passam mensagens de forma mais breve e rápida, podendo gerar reflexões. “Sei que estes materiais podem ter efeito na vida das pessoas. Cabe a nós, que escrevemos, que este efeito seja positivo”.

Para o santista Augusto L. Passos, 23, as tirinhas também são uma ótima porta de entrada para o mundo das histórias em quadrinhos. O ilustrador conta que, quando criança, lia bastantes tirinhas como “Calvin e Haroldo”, “Hagar, o Viking” e “Turma da Mônica”, então, mais tarde, surgiu o interesse de produzir conteúdo próprio. Foi assim que nasceu o trocadilho “Tirasnossauro” e o dinossaurinho Banguela.

Segundo o artista, o personagem reflete muito da sua “personalidade maluca” e acabou servindo como uma forma curiosa dele se expressar. “Geralmente tenho ‘insights’ com acontecimentos do dia a dia ou ouvindo histórias de amigos mesmo, então vou no meu bloquinho de ideias e anoto, pra avaliar quais valem a pena produzir”.

Seguindo a mesma tendência de publicar tirinhas com personagens infantis na internet, a dupla cearense Gleison Santos, 24, e Rebeca Moreira,  23, criou a página “Dragões Modernos”. “Estávamos no shopping conversando sobre ideias para ilustrações, quando surgiu a ideia de um dragão vestido de terno [Dragão Verde]”. O dragão executivo, que deveria ser o personagem principal, acabou sendo ofuscado pelo caçador que o atormentava, o Nível 6, que virou protagonista dos quadrinhos. “Como é um mundo novo, uma criança seria o ideal para apresentar esta história já que elas estão em fase de aprendizagem”.

Os artistas, que já publicaram algumas das tirinhas em preto e branco na feira do Empreendedor do Sebrae, contam que desejam ampliar o universo de Dragões Modernos. No dia 27 de março será lançada uma aventura do Nível 6 com histórias um pouco mais sérias em formato HQ (história em quadrinhos).

Entrevista com os personagens

O Diarinho aproveitou a oportunidade e fez uma entrevista super bacana com o Armandinho, o Banguela e o Nível 6. Confira o que essa galerinha respondeu!

Diarinho: O que você mais gosta de fazer? 

Armandinho: O que eu mais gosto é brincar.

Banguela: OI! Eu gosto de comer coxinha.

Nível 6: O que eu mais gosto de fazer é caçar dragões. 

D: E o que mais detesta?

A: O que eu detesto é tomate e abóbora, mas a mãe diz que faz bem.

B: Eu detesto quando eu deixo minhas coxinhas caírem no chão sem querer.

N6: O que eu mais detesto são os dragões.

D: O que você está achando de ter várias pessoas acompanhado historinhas sobre você?

A: Como assim? Tomara que ninguém conte pro meu pai.

B: Muito ótimo porque o desenhista que me desenha me paga com coxinhas e, quanto mais pessoas acompanham, mais coxinhas ele pode me dar.

N6: Isso é assustador! Um monte de gente me olhando. Por que eles não vão caçar algum dragão por aí?

D: Que tipo de aventura você ainda quer ter?

A: Um dia quero morar numa floresta.

B: Uma que eu volte no tempo e salve meus amigos dinossauros e uma que eu vá pra um planeta em que coxinhas são grátis.

N6: Uma que vença todos os dragões de uma só vez!

D: Que recado você gostaria de dar para as crianças que acompanham as suas histórias?

A: Que saber jogar futebol não é tudo. Eu sei subir em árvores!

B: Eu queria dizer pras crianças isso: obrigado por acompanharem minhas histórias e também não comam muita coxinha porque faz mal.

N6: Um conselho, não desista nunca, sempre derrote algum dragão.

Curiosidades

Nomes

O nome “Banguela” foi escolhido para o dinossauro criança porque o ilustrador, Augusto L. Passos, é apaixonado pela animação "Como Treinar Seu Dragão" e queria ter seu próprio Banguela. 

“Armandinho” foi escolhido através de um concurso no jornal Diário Catarinense. O nome ganhou, pois o personagem sempre estava armando alguma coisa.

“Nível 6” foi inspirado em personagens de jogos de RPG, onde os jogadores querem subir de nível, como o personagem que quer ser maior caçador de dragões. 

“Nível 6” tem um ajudante, o Janeiro, uma homenagem ao mês em que surgiu a ideia do Dragões Modernos. O personagem tem mais 11 irmãos, os outros meses do ano.

Traço

O desenho do Armandinho foi criado durante um trabalho no qual Alexandre Beck teve que fazer o esboço de todas as ilustrações de um livro, então o ilustrador acabou optando por traços mais simples e a lápis. 

Augusto diz que sempre quis desenhar monstros e criaturas sinistras, mas raramente conseguia fazer algo parecido. Como ele sempre acabava esboçando criaturinhas fofinhas, se acostumou com o traço e começou a usá-lo.

Devido à proposta de publicação semanal, o traço de Dragões Modernos foi feito de forma mais simplificada. Entretanto, para a série em HQ, os personagens estão ganhando um aparência mais séria e menos infantil.

Serviço:

Curtiu as tirinhas? Para ver mais acesse:

Armandinho: https://www.facebook.com/tirasarmandinho

Dragões Modernos: https://www.facebook.com/dragaomoderno 

Tirasnossauro: https://www.facebook.com/tirasnossauro

Comentários


Li e aceito os termos de regulamento para moderação de comentários do site.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.