Entretenimento infantil

Quem gosta de brincar?

Palhaços, músicos e bonecos levam alegria e entretenimento para as festas infantis

11:02 · 11.06.2015
palhaco bitoca miolo mole
Os palhaços Bitoca e Miolo Mole levam diversão para as festas através de contação de histórias, brincadeiras, pinturas faciais e esculturas de balão ( Foto: Fabiane de Paula )
dudeco e sua turma
Dudeco, Clara, Kim e Bola cantam sobre o dia a dia da criançada e o cuidado que se deve ter com a mãe natureza ( Foto: JL Rosa )

Apesar de ser sabido que os pequenos conseguem se divertir bastante apenas com dando asas à imaginação, às vezes é necessário algo a mais para garantir alegria da garotada. Principalmente quando se trata de uma festa. É mito importante proporcionar diversão para todos os convidados para que o evento seja um sucesso.

Para Wescley e Raquel Morais, o entretenimento de uma festa deve agradar a todos os convidados, sejam eles crianças, jovens, adultos ou idosos. Dito isso, é com muito prazer que vos apresentamos a Palhaça Bitoca e o Miolo Mole

O casal trabalha com o entretenimento de festas infantis já há sete anos. Durante todo esse tempo, eles já aprenderam a fórmula do divertimento. Miolo Mole é o mais brincalhão. É ele quem puxa as brincadeiras e faz piadas com os convidados da festa. Já a Bitoca é a mais fofinha e encanta as crianças chamando para a apresentação. 

Os palhaços garantem divertimento para todas as idades através de acrobacias, dança de fitas, pitura de rosto, esculturas de balão, muitas brincadeiras e contação de histórias. “A nossa história é uma adaptação dos três porquinhos dentro da nossa realidade: o lobo tenta vender Totolec, ele bate na porta oferecendo Avon e faz de tudo para ver se os porquinhos abrem a porta. E os adultos que estão ouvindo acabam interagindo”, conta Wescley, o Miolo Mole. 

Para dar dinamismo ao conto, eles sempre pegam dois voluntários do público para atuar com eles e pedem que o público ajude a contar a história. “E sempre tem uma novidade. Nunca é a mesma coisa, agente sempre conta diferente”, completa Raquel.

Outra parte da apresentação que faz bastante sucesso são as esculturas de balão. “Eu já cheguei a ficar uma hora extra na festa fazendo balão para os adultos, porque eles não queriam ir embora sem balão, que nem as crianças”, lembra Miolo Mole.

Mas nem só de palhaço se faz uma festa. Uma atração musical também é uma boa pedida para fazer a criançada se distrair e se divertir. É nessa hora que as cortinas se abrem e entra em cena o Dudeco e sua Turma.

Comandando o quarteto - formado por Dudeco, Clara, Kim e Bola - está Wanderley Freitas. É ele quem comanda o show e introduz os personagens através de músicas que tratam da rotina do dia a dia e da importância de cuidar da natureza.

A apresentação é uma grande contação de história musicalizada que começa com magia: o Dudeco ganhou um violão mágico da mãe natureza,  por um pássaro vermelho chamado Piuí. a partir de então, tudo o que o Dudeco desejar de coração, se ele cantar e tocar, o desejo dele se torna realidade. “Essa é a mágica do personagem: é através da música que ele torna realidade das crianças. É como se fosse um super-herói infantil”, conta Wanderley.

A proposta do Dudeco e sua Turma é levar a musicalização para as crianças, que é ensinar música para eles em forma de brincadeira. “A gente ensina, por exemplo, o que é grave e agudo, o que é forte e fraco, o que é timbre sempre com os bonecos para que, no final da festa, eles saiam um pouco musicalizados”.

Uma ampla experiência

Além das apresentações em festas, o Dudeco e sua Turma também estão presentes em vários outros lugares. Eles possuem um clipe animado que pode ser visto no YouTube e suas músicas, 12 no total, podem ser ouvidas através do CD da bandinha, que pode ser adquirido através de lojas digitais como o GooglePlay, iTunes e Amazon, ou por encomenda na Fanpage do grupinho.

Até o final do ano, a turminha também poderá ser encontrada nas livrarias e no teatro. Serão lançados dez livrinhos do Dudeco, baseados em suas músicas, e eles também farão o musical “O Violão Mágico”. Para saber das datas de lançamento dos livros e estreia do espetáculo, é só ficar ligado na página da bandinha no Facebook.

Para ficar na cabeça

Por falar em música, a banda paulista Piolhos está lançando seu primeiro CD, Pras Cabecinhas. Idealizado pela cantora, compositora e professora de canto popular Solange Sá, o álbum vem recheado de diversos gêneros musicais, em uma linguagem irreverente, com muitas doses de humor nas letras e um astral rock’n’roll.

Os Piolhos são formados ainda por Alexandre Cueva, Douglas Alonso, Norberto Vinhas e Tuco Freire. Juntos, eles tocam 14 músicas lúdicas, críticas e divertidas para conscientizar crianças e adultos sobre situações do cotidiano. “As letras e melodias geralmente são feitas a partir de fatos que observo, ou de histórias que fizeram parte da minha infância, ou ainda de uma ideia que eu me permito viajar como se fosse criança”, conta Solange Sá.

Algumas das canções do CD são “Rock do Piolho”, “Rock do Lixeiro” e “Sávio, o Adestrador” para as crianças que gostam de dinossauros. “Shake, o Chique” brinca com a diferença de classes no reino animal e “Burundunga” fala sobre o cidadão que joga lixo na rua.

Para Solange, o objetivo da banda “é se comunicar com a criança com inteligência e sem moralismos, mas instigando sua percepção do mundo, sensibilidade, senso crítico, estético e musical, e tudo isso através de muito senso de humor”.

Os Piolhos ainda não têm previsão para vir ao Ceará, mas se você estiver curioso para ouvir as divertidas músicas “Pras Cabecinhas”, basta acessar a página da banda na internet ou encomendar o álbum através das lojas virtuais Tratore, iTunes, Rdio e Spotify.

Comentários


Li e aceito os termos de regulamento para moderação de comentários do site.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.