solidariedade

Hospital recebe doação de cabelos para perucas de crianças com câncer

O projeto busca voluntários que doem o próprio cabelo, para fazer perucas naturais e resgatar a alegria de viver dos pequenos diagnosticados com câncer

17:47 · 21.09.2015 / atualizado às 11:28 · 22.09.2015

“Oh, cabelo
Cabelo meu
Tão belo, tão poderoso, tão eu
Cabelo, de fio a fio, em cada olhar eu vejo um elogio
Oh cabelo, cabelo meu
Se você não fosse meu, eu não seria tão... eu”


Os cabelos são importantes quando se trata de auto-estima. A queda dos fios está entre as reações mais comuns entre aqueles que enfrentam o diagnóstico de câncer. As sessões de quimioterapia podem mexer com a autoestima dos pacientes, principalmente, quando eles são crianças. Para reverter esse quadro, amenizar o sofrimento e melhorar a autoestima de quem luta pela cura, o projeto "Um pedacinho de amor não doi" busca voluntários que doem o próprio cabelo, para resgatar a alegria de viver dos pequenos.

O projeto têm o apoio do  Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara, um dos 10 hospitais que integram a rede pública do Governo do Estado. O hospital faz uma ação para receber doadores de cabelos, com a participação de cinco cabeleireiros, que vão cortar cabelos gratuitamente. Qualquer pessoa pode participar. Basta ter boa vontade e ir até o Hospital Waldemar Alcântara com o cabelo limpo e seco.

Segundo a idealizadora do projeto ¨Um pedacinho de amor não dói¨,  Charliane Cruz,  a doação é de no mínimo 15 centímetros de cabelos. Quem não tem cabelos compridos pode ajudar de outras formas. ¨Além dos cabelos, precisamos de outros itens para fazer as perucas. Não cobramos nada para fazer as perucas. Tudo é doação¨, informa. O projeto foi criado há dois anos e tem a parceria de instituições,  como o Lar Amigos de Jesus e a Associação Peter Pan, que cuida de crianças com câncer.

Ela conta que o projeto nasceu há dois anos e o ponta pé inicial foi dado por sua filha Marília Karen, que desde pequena visitava instituições que cuidam de crianças com câncer. "Ela via as meninas sem cabelo, por conta do tratamento e queria ajudar de alguma forma. Um dia, disse que queria doar seu cabelo, reuniu outras amigas e começamos a campanha. É muito gratificante poder ajudar", ressalta.

"Embora o Waldemar Alcântara atenda pacientes com câncer para cuidados paliativos, o câncer pediátrico não é uma de nossas especialidades, no entanto ficamos sensibilizados com esse trabalho voluntário e nos solidarizamos. O nosso intuito é doar, ajudar o próximo", comenta a pediatra Fernanda Netto, diretora do hospital. O Waldemar Alcântara é um hospital de retaguarda, que dá suporte e continuidade de tratamento aos pacientes atendidos nas emergências e prontos-atendimentos da rede. Realiza 800 internações mensais em unidades abertas e unidades de terapia intensiva, cirurgias eletivas, atendimentos domiciliares e mais de mil atendimentos ambulatoriais por mês.

Serviço

Ação: "Um pedacinho de amor não doi" para arrecadação de cabelos
Local: Hospital Dr. Waldemar Alcântara
Rua Pergentino Maia, 1559, Messejana, Fortaleza - Ceará

 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.