outubro

Filmes, animações clássicas, teatro infantil e música no Cineteatro São Luiz

A programação especial para o mês das crianças está repleta de atividades e animação

18:49 · 01.10.2015 / atualizado às 18:52
O Cineteatro São Luiz divulgou sua programação especial para o mês das crianças. Animação não vai faltar. Logo nesta primeira semana, estreia o Programa “Escola no Cinema”. Um projeto voltado para alunos da rede pública e privada, além das crianças e adolescentes vinculados à ONG's e associações. Sessões de cinema gratuita para toda turminha. Mas antes é preciso agendar por meio do email: producaosaoluiz@gmail.com. Os filmes serão selecionados pela curadoria do Cineteatro, conforme a faixa etária das turmas.
 
E não pára por ai. Vai ter sessão de filmes clássicos para criançada se divertir e os pais relembrarem as boas e velhos animações. “Pinóquio”, “Dumbo” e “Branca de Neve e os Sete Anões”, todos produção Walt Disney. Os filmes, produzidos na década de 40, são os queridinhos por todas as gerações.  Todas as sessões possuem classificação Livre. Os ingressos para os filmes podem ser adquiridos na bilheteria física do São Luiz, sendo a Inteira: R$6,00 / Meia: R$3,00.
 
O Cineteatro também têm espaço para música.  No dia 28/10, às 18h30, o São Luiz recebe a apresentação da Camerata de violões e da Orquestra Jacques Klein, em atividade gratuita. Composta por alunos do projeto Jacques Klein, que realiza a formação em música clássica de 220 crianças e jovens moradores de dois bairros de Fortaleza, a apresentação traz o resultado do percurso formativo que dura sete anos e desenvolve os alunos nos níveis de Musicalização: Básico, Intermediário e Avançado.
 
O Tetro Infantil chega ao São Luiz no dia 17/10, às 16h, com a peça “InConto Marcado ­ II Atos II Contos”. Baseado em dois contos da literatura brasileira e apresentados em dois atos. Cada ato um conto. O espetáculo possui um condão educativo de incentivo à leitura. Com classificação indicativa livre, a peça traz dois belos contos da literatura brasileira: Fio após Fio, de Marina Colasanti, que narra história de duas Fadas bordadeiras e irmãs, Nemésia e Gloxínia; e Brejo das Flores, de autoria do escritor pernambucano Luís Jardim, um conto repleto de singeleza e alegria, que narra a história de um “certo menino mágico” e seus amigos, que resolveram brincar de circo, lá no Brejo das Flores.
 
Rico de elementos cênicos e principalmente de conteúdo, no espetáculo cada conto é apresentado de forma bastante distinta um do outro, instigando e surpreendendo o espectador.
 
O primeiro é clássico, misterioso, imponente, reflexivo. O segundo é colorido, alegre, vivaz, interativo. Os cenários, figurinos, adereços, trilha sonora e estilo da interpretação evidenciam todas essas diferenças de forma a revelar as múltiplas possibilidades do ato de “contar histórias”. Cenários, figurinos e adereços foram criados pelo artista plástico Marcelo Santiago. Ilustrações de Rosana Mapurunga.
 
A programação completa do São Luiz está disponível na página da Secult: www. secult.ce.gov.br

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.