Culinária para a garotada

A nova temporada do programa “Tem Criança na Cozinha” destaca receitas para a meninada aprender, enquanto se diverte. O Diarinho Plus conversou com os atores da atração

00:00 · 23.03.2014
Tem crianca2
A nova temporada traz convidados e receitas sugeridas pelo público ( Foto: Divulgação )
Tem crianca
O trio de apresentadores bota a mão na massa! ( Foto: Divulgação )

Com 26 episódios, que vão ar de segunda a sexta, às 19h30 no canal Gloob, o “Tem Criança na Cozinha” retorna – para a nossa alegria – sob o comando do trio composto por  Luisa Giesteira, 16, e seus ajudantes, Luigi Montez e Eduardo Martins, ambos de 10 anos. Uma das novidades desta  temporada é a participação especial de outras crianças, algumas delas adeptas de uma alimentação diferenciada. A intenção é abordar temas como intolerância à lactose e glúten, comida vegetariana e diabetes.
    Outro destaque é que, uma vez por semana, os chefs mirins vão mostrar no ar uma receita enviada pelo público para o site do canal. Não é bacana? Ao todo, foram escolhidas 10 receitas. “Estamos muito animados com essa interação. Recebemos mais de duas mil sugestões de receitas pela internet e selecionamos algumas delas para fazer”, conta Eduardo.
    Luisa Giesteira acredita que as pessoas vão notar uma evolução natural nas receitas. “Os pratos estão mais elaborados, mas nós também adquirimos mais prática na cozinha”, avalia. Luigi concorda, mas ressalta que o programa mantém a preocupação em não apresentar sugestões muito complexas.
    A cada episódio, os apresentadores vão trazer curiosidades e brincadeiras ligadas à história dos pratos ensinados. Entre as iguarias estão receitas de diferentes nacionalidades como temaki (japonês), yakisoba (chinês), kafta (árabe), guacamole (mexicano) e o macarrão Pad Thai (tailandês). Bolinho de chuva, biscoito Palmier, balas de gelatina, bolo de fubá com pedacinhos de goiabada e rocambole de morango são alguns dos pratos doces. Humm, delícia!
    A direção continua com Luis Igreja e a produção é da Samba Filmes. A consultoria e desenvolvimento de receitas ficam a cargo de Fabiana Figueiredo e Roberta Furtado, professoras de culinária infantil e sócias da escola de gastronomia Ateliê das Ideias, local onde o programa é gravado.

Serviço:
2ª temporada de “Tem Criança na cozinha”
No Canal Gloob
Horário principal: segunda a sexta, às 19h30
Horários alternativos: segunda a sexta às 12h45, sábados às 12h30 e 21h30 e domingos às 11h30 e 17h45
Classificação Livre


Entrevistas com os atores principais do programa

1) Como surgiu a oportunidade de participar de "Tem Criança na Cozinha"?
Luisa Giesteira: Antes do programa, só tinha feito teatro e, mesmo assim, nada profissional. Mas vi – pelo Facebook - que estavam rolando uns testes e mandei o vídeo. Me chamaram pra uma entrevista e fui aprovada!
Luigi Montez: Estou desde o comecinho do canal Gloob. Fiz vinhetas, apresentei desenhos e então surgiu a oportunidade de fazer o teste para o programa. Tinham muitas, muitas crianças... fiquei muito feliz quando passei! Posso dizer que estou crescendo muito com o Gloob.
Eduardo Martins: Após uns anos fazendo publicidade, minisséries e participações em programas, pedi aos meus pais pra me agenciar no Rio de Janeiro. Com isso, surgiu o primeiro teste na cidade, para fazer o programa. E deu tudo certo.

 2) Já tinha alguma experiência em TV antes do programa?
Luisa Giesteira: Não, só teatro mesmo.
Luigi Montez: Sim, comecei aos três anos em uma agência de modelos. Fiz muitas campanhas publicitárias. Por dois anos, fiz teatro musical e, em seguida, três peças, três filmes nacionais e um francês.  
Eduardo Martins: Sim, comecei com cinco anos fazendo publicidade. Gravei algo em torno de 90 comerciais. Além disso, fiz alguns curtas-metragens, participei do Festival de Cinema de Gramado com uma dessas produções e de minisséries. Também apresentei programas de televisão. Participei ainda de alguns episódios de “Louco Por Elas” e da trupe do programa Criança Esperança, ambos da Rede Globo.

3) Antes de entrar no programa, sabia cozinhar alguma coisa já?
Luisa Giesteira: Eu sempre gostei e sempre tive afinidade, mas só aprendi as receitas do programa para gravar mesmo. Comecei a ter interesse pela cozinha, ainda quando criança, com a minha avó. Ela é professora, mas fazia tortas para fora e chegou a ter loja. Para o programa, tive professoras incríveis que tornaram tudo bem mais fácil na hora das gravações.
Luigi Montez: Bem pouco, mas agora estou craque! (risos). Meu pai adora cozinhar e a minha família paterna cozinha muito bem.
Eduardo Martins: Sempre demonstrei boa vontade em ajudar na cozinha em casa e meus pais sempre me estimularam para isso. Gosto de deixar claro que não sou um chef de cozinha, mas um apreciador dessa carreira. Sou um ator e apresentador de um programa de culinária. Degustar as receitas é a minha especialidade.

4) Quais as receitas mais legais que fez na primeira temporada? Por quê?
Luisa Giesteira: Acho que a pizza e a torta de maçã... A pizza rendeu uma boa brincadeira com a história da receita, e a torta de maçã gerou uma troca de papéis muito legal, com os meninos apresentando o programa.
Luigi Montez: Adorei fazer macarrão, preparar a massa. Preparar pizza também foi incrível, porque pudemos fazer carinhas com os ingredientes. Achei incrível! Fora o bolo de cenoura com calda de ganache... que delícia! Experimentamos tudo nas gravações!
Eduardo Martins: Gostei de fazer todas. Mas a pizza pra mim foi importante. Adoro pizza e  receber os amigos em casa. Gosto muito de dar um toque especial e diferenciado aos encontros com amigos.

5) O que mais legal o programa traz agora, na segunda temporada?
Luisa Giesteira: A temporada está incrível e as receitas mais elaboradas, mas ainda fáceis de fazer. Vamos ter convidados e receitas enviadas pelo site do Gloob!
Luigi Montez: Receber crianças convidadas. Tenho certeza que as crianças vão adorar! Serão muitas surpresas!  
Eduardo Martins: Acredito que a interação com o público. Poder fazer uma receita enviada por alguém do outro lado da tela, nos aproxima mais. Além disso, o programa terá convidados especiais com receitas destinadas a públicos diferenciados, como pessoas com intolerância a lactose, diabéticos, etc. Então, todos vão ganhar com algo de interesse publico, e sempre de uma forma leve, alegre, lúdica e descontraída.

6) Como é o relacionamento e a interação com os outros apresentadores? Viraram uma espécie de família?
Luisa Giesteira: Eles são muito companheiros e responsáveis, mas é claro, tem bagunça. Não dava pra ser diferente, né? Mas eu acho que faço um bom trabalho como irmã mais velha, ajudando eles e controlando a zoeira no set. Tanto tempo junto, viramos, com certeza, uma família. A equipe toda.
Luigi Montez: A equipe é muito unida, nos amamos! Sempre digo que o set é a minha segunda casa. Eu me sinto muito feliz lá, me divirto sempre. Sem falar que temos um dos diretores – o Luis Igreja - mais incríveis do mundo. Aí as gravações ficam ainda mais especiais!
Eduardo Martins:  Já havia trabalhado com o Luigi na trupe do programa Criança Esperança. A Luisa, eu conheci apenas no programa. Temos um entrosamento muito bom, afinal durante as temporadas de gravações nos encontramos quase que diariamente. A convivência faz com que nos conheçamos melhor. Afora isso, tenho meus amigos, colegas, vizinhos, família e uma vida profissional com diversas outras atividades.

7) Quantas vezes vocês gravam por semana? Como faz para não atrapalhar os estudos?
Luisa Giesteira: Gravamos por temporada. A última aconteceu boa parte nas férias, mas teve uma parte que conciliou com as aulas. Aí foi mais complicado. Até fico cansada, mas quando acabam as gravações sinto muitas saudades.
Luigi Montez: Gravamos cinco dias na semana. Pode parecer muito, mas não atrapalha em nada a minha infância. Brinco com meus amigos, vou à praia, pratico esportes, adoro ir ao cinema, viajar.   
Sou bom aluno. Além disso, a escola e os professores me dão o maior apoio. Acho que o segredo é prestar atenção nas aulas. Minha matéria favorita é Matemática. Ah, você sabia que ator mirim que tira nota baixa não pode gravar?
Eduardo Martins: As gravações são por temporadas. Fora o período de pré-produção, é algo em torno de quatro meses. Ia da escola para o set. Não prejudica os meus estudos, pois participo e aproveito cada minuto na escola.

8) Que outras experiências na TV você pretende ter?
Luisa Giesteira: Ainda não sei.Estou em época de escolher o que quero fazer na faculdade. Então, quanto mais conhecer as possibilidades, melhor.

9) Em casa, costuma cozinhar o que aprendeu no programa?
Luisa Giesteira: Com o Ensino Médio, tenho pouco tempo para colocar as receitas em prática. Mas faço curso de culinária, o que ajuda a não perder o hábito.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.