Brincadeira e esporte

Crianças de diferentes faixas etárias participam de treinamento e contam os dias para a 3ª Corrida Pão de Açúcar Kids

00:00 · 20.07.2014
corrida2
Criançada treina com o educador físico Alfredo Bessa para a Corrida Pão de Açúcar Kids ( Foto: Agência Diário/ Helosa Araújo )
corrida
Correr é divertido e ainda colabora para manter a saúde em dia ( Foto: Agência Diário/ Helosa Araújo )

Para fugir dos pais, do irmão que quer insultar, nas brincadeiras de esconde-esconde e pega-pega ou simplesmente para descarregar a energia que sobra. O fato é que o verbo “correr” é parte ativa do dia a dia das crianças. Quando ele se torna esporte, então, é difícil carregar um peso de obrigação e acaba unindo o prazer aos benefícios de dar tchau ao sedentarismo, ganhar pique e se preparar de maneira saudável para a vida adulta. 

De acordo com Alfredo Bessa, educador físico, pós-graduado em Ciência do Treinamento Esportivo e técnico da Confederação Brasileira de Atletismo, não há uma idade específica para a garotada começar a praticar corrida. “Tudo depende do desenvolvimento motor de cada criança. Em média isso acontece aos três anos de idade, pois o correr é um movimento natural do ser humano e precisa ser exercitado para ser aprimorado e, quando se trata de crianças, sempre de forma livre e lúdica”, explica.

O profissional está preparando um grupo de meninos e meninas, de diferentes idades, para a 3ª edição da Corrida Pão de Açúcar Kids, que acontece próximo sábado, dia 26, na Pista de Atletismo da Universidade de Fortaleza (Unifor). Um dos competidores, a pequena Maria Clara Vasconcelos de Sousa, 4 anos, irá correr pela primeira vez. Serão 50 metros na categoria em que está escrita (a mesma distância é percorrida por crianças de 2, 3 e 5 anos) e a menina é pura ansiedade! 

“Ela (Maria Clara) não tem ainda muita noção de tempo, então não sabe quantos dias faltam para a corrida. Mas todo dia ela pergunta: 'é hoje, papai?'”. A iniciativa de correr, inclusive, partiu da própria garota. “Ela costuma me ver chegar em casa com as medalhas de competições de que já participei e diz que também quer as dela. Um dia, a levamos, eu e a mãe dela, para me ver correr. Foi na Maratona do Pão de Açúcar do ano passado. Ela ficou encantada”, revela o pai, todo orgulhoso. 

O incentivo e exemplo familiar são essenciais para que as crianças queiram se dedicar a um esporte, afirma o professor Alfredo Bessa. “A maioria das crianças que escolhem esta prática são motivadas por ver os pais envolvidos com os treinos e com os eventos de pedestrianismo (termo empregado para passeios pedestres, caminhadas ou ainda trekking)”.

Na residência da família de Caly e Daniel Alencar foi exatamente como o professor sugeriu. O incentivo partiu dos pais. O casal tem aulas de treinamento funcional e, após ficarem sabendo das inscrições para a edição deste ano da Corrida Pão de Açúcar Kids, convidaram os filhos, Matheus Santos de Alencar, 8 anos e Daniel Dias Peixoto Alencar, 7 anos, a participar. Os irmãos toparam e, com apenas cerca de duas semanas de treinos, já se apaixonaram pelo esporte. Ambos correrão 100 metros e vêm trabalhando, nas aulas, atividades de noção espacial, equilíbrio, coordenação, ritmo e flexibilidade. 

Treino divertido 

O preparo de crianças para competições de corrida deve ser feito de maneira responsável, com um profissional de Educação Física, sem exigências a respeito de resultados. Alfredo Bessa, que também está treinando Bernardo Landim Soares Saraiva, 10 anos e Yasmim Mary do N. Martins Garcia, 9 anos (ambos correrão os 200 metros) e João Pedro Landim Soares Saraiva, 13 (que não irá participar da competição), promove um preparo divertido, sem perder o foco de transformação do esporte.  

Os treinos começam com uma roda de conversa que tem como objetivo sociabilizar, dar liberdade para crianças se expressarem, sendo ainda momento de falar dos exercícios do dia. Em seguida, acontece o aquecimento com uma brincadeira ou em círculo com movimentos chamados de "desafios". “Partimos, então, para a parte principal: são muitas atividades recreativas e jogos que envolvem o correr, o saltar, o rolar, o trepar, o rastejar etc... Por fim, fazemos o desaquecimento”, descreve o educador físico. 

Para o dia da corrida, os pequenos atletas devem observar três pontos importantes: o sono (uma noite  anterior bem tranquila e com média de sete horas de descanso); alimentação (a base de frutas principalmente quando anterior à atividade); e o aquecimento (com o objetivo de aumentar a vascularização periférica e ativar a musculatura). Roupas leves e protetor solar também são itens obrigatórios. 

Porém, a corrida vai muito além de uma atividade para competidores. Ela serve de preparatório para a prática de outras atividades físicas como futebol, tênis, basquete, etc, atenuando e diminuindo os riscos de lesões. 

Box: 

Para uma alimentação adequada, as crianças que praticam exercícios devem:

Respeitar as principais refeições;

Combinar os alimentos de forma correta: carboidratos,  proteínas, verduras, frutas, cereais e gorduras saudáveis

Ter uma boa hidratação

Alguns alimentos não podem faltar, são eles: leite, iogurte, queijo, aveia e outros cereais; pão integral, proteínas magras como peixe e frango; verduras, frutas, batata inglesa, batata doce, arroz, massas e azeite extra virgem.

Serviço:

3ª Corrida Pão de Açúcar Kids

Data: 26/07/2014, sábado

Horário da largada: a partir das 08h

Local: Pista de Atletismo da Universidade de Fortaleza (Unifor)

Acesse: http://www.pakids.com.br 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.