setor de serviços

Trade investe em temáticas regionais para atrair turistas

A paleontologia é o centro de interesse e inspiração para empreendimentos turísticos na região

00:00 · 16.08.2015
Image-0-Artigo-1910632-1
Em empreendimento hoteleiro, conta-se com um espaço destinado ao Geopark Araripe e um mini museu, com peças emprestadas do Museu de Paleontologia de Santana do Cariri ( fotos: Elizângela Santos )
Image-1-Artigo-1910632-1
O Doblossauro é um dos atrativos da tendência temática explorada pela hotelaria. Muitas pessoas querem ter a oportunidade de experimentar um veículo que tem como símbolo principal a réplica de um pterossauro

Crato. O Cariri aposta no mundo temático da paleontologia. O sucesso das iniciativas, mesmo que ainda tímidas, revela que os empresários seguem por um caminho que a região poderá adotar de forma mais intensa nos próximos anos. Segmentos nas áreas de hospedagem e alimentação estão despertando para essa realidade. Imagine uma gastronomia inspirada nos animais pré-históricos do período cretáceo, de mais de 120 milhões anos, ou mesmo seguir pelos roteiros regionais num veículo denominado de 'Doblossauro'.

O potencial turístico do Cariri ainda está muito longe de ser aproveitado da forma que poderia gerar bons resultados para o desenvolvimento da região, principalmente nos setores da economia, cultura e sustentabilidade. O pouco que existe tem obtido bons resultados. Apostar em temáticas relacionadas a questões regionais, isso sem citar a religiosidade, que já domina uma boa fatia de mercado, é uma opção para empreendedores.

Restaurantes da região e hotéis estão adotando. No cardápio, opções como uma 'pteropizza' ou mesmo uma 'galinha cretácea', nos pequenos restaurantes do sopé da serra do Araripe, estimulam a curiosidade dos clientes e chamam a atenção para o mundo único que o Cariri apresenta.

Para o coordenador executivo do Geopark Araripe, Idalécio Freitas, o projeto passou a ser um dos grandes incentivadores dessa ideia, para aproveitar de forma sustentável as potencialidades locais. Criado em 2006, o Geopark possui a chancela internacional da Unesco, no reconhecimento do primeiro do gênero nas Américas, com nove geossítios em seis cidades da região.

O proprietário do restaurante Pau D'arco, no Crato, Ricardo Ferreira, decidiu inserir no cardápio do seu estabelecimento algo que pudesse chamar a atenção da clientela, que envolvesse a cultura local. E não deu outra. A típica carne de sol, com o queijo de coalho e a cebola, servem de ingredientes bem nordestinos da 'pteropizza'. "Posso dizer que acertei em escolher um nome diferenciado. Os estudiosos da área que vêm à região querem experimentar. As pessoas que veem o nome diferenciado buscam conhecer", diz ele. Em breve, o estabelecimento poderá receber novos produtos inspirados na pré-história.

Apoio

Idalécio Freitas destaca o apoio de instituições incentivadoras desse processo, a exemplo da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), no Cariri. Ele disse que em breve mais um restaurante temático, que destaca os geossítios do Cariri, será inaugurado no Cariri Garden Shopping.

E é por esse caminho que desvenda a cultura, potencialidades geológicas, paleontológicas, culturais, entre outros aspectos, que se alargam as possibilidades de o Cariri ser melhor visto, segundo a coordenadora de eventos do Iu-á hotel, em Juazeiro do Norte, Paula Correia. O empreendimento em que atua foi o único no Ceará e um dos sete no Nordeste a obter o reconhecimento como o 18º melhor hotel do Brasil, pela TripAdvisor, escolha baseada nas avaliações de usuários. O ranking foi divulgado em janeiro deste ano.

Ancorado na regionalidade, as dependências do empreendimento hoteleiro contam com um espaço destinado ao Geopark Araripe e um mini museu, com peças cedidas por meio de empréstimo pelo Museu de Paleontologia de Santana do Cariri. No local, a guia de turismo, Jéssica Pinheiro, destaca a parceria entre o Geopark e o hotel, para a promoção da cultura local. A opção pela regionalidade e o desenvolvimento sustentável foi o grande destaque que chamou a atenção dos usuários.

Integrante da Associação dos Guias de Turismo do Cariri (Agturc), ela afirma que a entidade tem mantido também uma parceria com o hotel. Desde outubro ao ano passado, que os passeios turísticos pelo território do Geopark têm sido cada vez mais solicitados, tanto pelos clientes do hotel, como de moradores da própria região e até hóspedes de outros estabelecimentos. O veículo, o Doblossauro, é um dos atrativos, conforme a guia. Segundo ela, nada mais original do que visitar o Parque dos Pterossauros, em Santana do Cariri, a bordo de um veículo que tem como símbolo principal a réplica de um Pterodáctilo, um pterossauro, réptil voador.

A coordenadora de eventos do hotel afirma que de outubro até julho, foram realizados mais de 100 passeios, nos roteiros do Geopark Araripe, o que surpreendeu. Essa meta estava prevista para um ano, e ela ressalta o retorno positivo da sociedade, com públicos variados. "O que surpreende mais é o público descobrir a importância do Geopark, como algo de um grande valor histórico e cultural", afirma. E um dos roteiros mais requisitados é o Museu de Santana do Cariri, com a paleontologia. Os passeios no Doblossauro, podem chegar a R$ 120, com até dois roteiros visitados. E.S

Mais informações

Geopark Araripe

Rua Carolino Sucupira, s/n
Bairro Pimenta - Crato
Telefone (88) 3102.1237

Comentários


Li e aceito os termos de regulamento para moderação de comentários do site.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.