Saúde

Tentativas não são vistas com bons olhos

00:00 · 03.04.2016

Juazeiro do Norte. A experiência de contratações terceirizadas na cidade não tem sido muito exitosa. Os mercados públicos, por exemplo, tiveram terceirização iniciada pelo atual prefeito, Raimundo Macedo, em administração anterior, o que gerou diversos problemas aos usuários e permissionários, por não haver cumprimento dos serviços, as reformas durante vários anos ficaram praticamente paradas e em grande parte não aconteceram. Várias manifestações foram realizadas para que o contrato fosse encerrado, e o próprio município voltasse a gerir os espaços, a exemplo do Mercado Senhora Santana, no Centro.

Caos na Saúde dasafia poder público

A situação com os hospitais assusta os funcionários, por se tratar de mais uma incógnita como serão realizados os serviços se nenhum funcionário praticamente até o momento foi contratado. Para o vereador Cláudio Luz, as melhorias na saúde não existem nos últimos anos. Ele diz que os PSFs, por exemplo, estão praticamente com os mesmos problemas, com os atendimentos precários.

Segundo a secretária, todos os aspectos estão sendo analisados em relação à empresa contratada para o São Lucas, que poderá permanecer na administração do hospital por um ano. Caso o contrato não seja cumprido, poderá ser rescindido a qualquer momento. Além disso, afirma que não há nada certo quanto à terceirização da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), e o hospital infantil Maria Amélia.

Para ela, o equipamento tem capacidade cinco vezes maior de produção e um corpo técnico mais adequado que irá dinamizar os serviços. Com serviços bastante criticados, atendimento deficiente nos PSFs, pacientes buscam a UPA do bairro Limoeiro, que funciona com superlotação.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.