inovação

Sustentabilidade marca perfil dos novos empreendedores

Determinação, ousadia e inspiração dão visibilidade a mercados que estão sendo explorados atualmente

00:00 · 14.06.2015
Image-0-Artigo-1872276-1
Criatividade impulsionou venda no mercado de móveis personalizados ( fotos: elizÂNGELA SANTOS )
Image-1-Artigo-1872276-1
Os pallets são produzidos de madeira maciça pinus. O material poderá ser incorporado não apenas a mobiliários, mas a objetos decorativos

Juazeiro do Norte. O conceito de sustentabilidade, visto de forma inovadora e com o alcance do empreendedorismo. Dessa forma, jovens empreendedores do Cariri têm alçado carreira, dando visibilidade a novos mercados a serem explorados de forma mais ampla na região. Projetos têm obtido destaque, com premiações que estão revelando talentos e vocações.

O empresário Douglas Feitosa tem apostado nas alternativas produtivas, atuando com o conceitual de sustentabilidade no mercado. Com a primeira empresa de produção de mobiliários conceituais e sustentáveis, no interior do Estado, usando como artigo o pallet de madeira, o negócio tem sobressaído.

Feitosa recebeu recentemente o Prêmio Você Empreendedor, concedido pelo Sistema Verdes Mares, representado pelo Diário do Nordeste e Universidade de Fortaleza (Unifor). Foi o único na região da categoria Microempresa, e um dos cinco premiados do Estado. Esse é o segundo ano em que recebe a premiação.

Benefício

Segundo o jovem empresário, é uma oportunidade de mostrar para aos empreendedores que tem surtido efeito poder apostar na inovação, na proposta de desenvolvimento sustentável. E isso é benéfico para a abertura de novas empresas e ampliação do mercado produtivo na região.

O projeto de cerca de um ano e meio tem ganhado força no mercado local, até por ser uma novidade. "Com isso, também vamos quebrando barreiras e mostrando o conceitual para o mercado, já que nas capitais é bem mais fácil poder trabalhar com esse tipo de produto", afirma. Ele conta que assustou com a ampliação do negócio e quantidade de novas encomendas que tem surgido nesse período. Principalmente porque o seu trabalho está com maior visibilidade na Internet. Para ele, tem sido bem mais vantajoso explorar essas vias alternativas, em que as pessoas têm a oportunidade de ouvir outras opiniões de consumidores do produto, e não apenas isso, mas realizar pesquisas sobre o tipo de artigo que deseja para o seu ambiente.

Desde mobiliários de casa, escritórios, consultórios e até mesmo restaurantes e decoração, do rústico ao mais sofisticado. Para o empresário, os estudos são realizados, para se chegar ao que foi pesquisado pelo cliente. "Tanto tem ofertado a consultoria, como na maior parte das vezes o comprador mesmo traz o desenho do seu produto", afirma.

A empresa partiu de uma ideia de buscar explorar o mercado da sustentabilidade. "Podíamos muito bem comprar o pallet, mas a propostas é justamente aproveitar esse material e contribuir com o meio ambiente", explica.

Os pallets são produzidos de madeira maciça pinus. O material poderá ser incorporado não apenas mobiliários, mas a objetos decorativos. Essa é uma segunda etapa do projeto que ele pretender dar continuidade.

Tudo está apenas começando e o empresário, mesmo com convites vindos de Fortaleza, para voltar a sua produção à Capital, insiste que o Cariri e o interior do Estado tem um vasto campo a ser explorado. Com a empresa Palletiê, ele afirma que é uma grande alegria mostrar para todo Ceará, que o Cariri está representado em uma premiação tão importante, colocando em alta temas com empreendedorismo jovem, sustentabilidade e inovação. "Isso fortalece mais ainda a nossa região", diz.

Ampliação

Feitosa diz que uma linha exclusiva será produzida por arquitetos e empresários. Hoje, já tem uma empresa fornecendo o material. A ideia é poder ampliar a produção e ter mais parceiros. E as vantagens podem ser no momento vivenciadas pelos apreciadores da proposta no Cariri. É que os preços estão bem mais em conta do que no Sul e Sudeste do Brasil, que absorvem com maior facilidade a ideia de levar para casa mobiliários sustentáveis com a utilização do pallet. Enquanto um centro de sala pode ser adquirido na região por R$ 350,00, no eixo Rio de Janeiro e São Paulo, onde também há poucas fábricas do segmento, esse valor praticamente triplica.

O talento para o empreendedorismo tem sido seguindo por jovens, onde a grande maioria das empresas são tradicionais ou familiares. Com a vinda de novos cursos na área de administração, formação de associações, grupos de trabalho, essas ideias nos próximos anos, aliadas à inovação, poderão ser multiplicadas. Para Douglas, sem dúvida esse processo tem avançado. Prova disso é que nos próximos dias, ele e mais o grupo de microempresários do Startup Clube estarão lançando um livro com suas experiências na área empresarial. "É uma espécie de divã, onde compartilhamos experiências, momentos difíceis, mas ao mesmo ganhamos experiência e maturidade para gerir o empreendimento", ressalta.

Energia

A presidente da Câmara de Desenvolvimento Lojistas Jovem (CDL - Jovem) do Crato, Emanuelle Lobo, diz que a participação do jovem no mercado de trabalho tem sido interessante, como forma de injetar energia nova na área, na criação de novos negócios e serviços. "O mundo dos negócios tem mudado a cada dia, e o jovem, pela característica da inovação, traz essa versatilidade para o comércio", afirma a presidente.

Com isso, uma nova realidade de mercado começa a ser construída e fortalecida, segundo a presidente da CDL - Jovem. "Antigamente as famílias preparavam seus filhos para serem médicos ou advogados, e nunca para serem empresários. Hoje, felizmente, existem cursos em diversos níveis para capacitar esta mão-de-obra, que é tão importante para o desenvolvimento de uma cidade", completa. Ela ainda destaca o grande número de ações empreendedoras no Brasil, e o Cariri acaba se sobressaindo no Nordeste, conforme Emanuelle, pelos avanços obtido nos últimos anos.

Comentários


Li e aceito os termos de regulamento para moderação de comentários do site.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.