Sem crise

Setor imobiliário continua aquecido em Juazeiro

Nos primeiros meses deste ano, na região foram lançados cerca de 30 empreendimentos no setor

00:00 · 12.04.2015
regional
Mais profissionalismo, qualificação e segurança com maiores investimentos: esses são aspectos fundamentais que têm se levado em consideração pelos empreendedores locais ( Foto: Elizângela Santos )

Juazeiro do Norte. O setor imobiliário continua em alta na cidade de Juazeiro do Norte. A vocação desenvolvimentista dos últimos anos tem sido o principal impulsionador desse processo, e os empreendedores do setor afirmam que mesmo com o País passando por um momento de crise econômica, o mercado local não chegou a ser tão afetado e a procura por imóveis, principalmente residenciais, continua a todo vapor, por ser uma das cidades do interior do Estado de melhor condições de investimentos no segmento. 

Para se ter uma ideia, o Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci), no Cariri, destaca o lançamento, nos primeiros meses deste ano, na região, de cerca de 30 empreendimentos no setor, principalmente de novos condomínios. O órgão avalia que mesmo para uma realidade econômica incerta para o Brasil, se prevê um crescimento no setor para este ano de 30%em relação ao ano passado, que contou com uma retração em virtude de diversos fatores, incluindo momento político, Copa do Mundo, entre outros.

O coordenador do Creci, na região, Fagner Canuto, admite que houve mudanças importantes no setor nos últimos anos, em Juazeiro do Norte, município de maior potencial de investimentos na Região Metropolitana do Cariri (RMC). A conquista de novas universidades há cerca de uma década e novos cursos mais recentemente acabou fortalecendo o 'boom' imobiliário, proporcionando especulações no setor em grande escala. Hoje, ele afirma que há uma valorização do mercado, uma gama maior de investidores, não apenas do Cariri mas de grandes centros, como Fortaleza, que também migraram em direção ao Sul do Estado para absorver esse potencial, principalmente por conta da queda nos investimentos imobiliários nas capitais.

Mais profissionalismo, qualificação e segurança com maiores investimentos. Esses são aspectos fundamentais que têm se levado em consideração pelos empreendedores. Para a empresária do setor Helaine Mendonça, o mercado imobiliário em Juazeiro tem uma característica muito peculiar, em função de particularidades em torno desse processo, que influenciam consideravelmente o desenvolvimento, a exemplo do turismo, comércio e o setor de saúde, que tem proporcionando novos projetos.

Para Helaine, o setor vai continuar em alta por muito tempo, até por Juazeiro ter uma área territorial urbana pequena e os empreendimentos serem bem valorizados. “Tanto que esse crescimento tem se expandido para outras cidades vizinhas, como Crato e Barbalha, impulsionado por esse processo de desenvolvimento constante”, afirma.

Áreas como o bairro São José, que interliga as cidades de Crato e Juazeiro do Norte, é prova disso. Houve um crescimento maior na última década, principalmente com novos empreendimentos residenciais no local. Ela destaca também empreendimentos comerciais, como o Cariri Garden Shopping, que chegou a investir em expansão e duplicou o seu espaço. “Hoje, esse que é o maior investimento comercial do interior. Está sem vaga para novos empreendimentos”, diz ela, ao destacar a grande procura de empresários do setor comercial para investir na cidade.

O coordenador do Creci afirma que o consumidor sai ganhando com essa nova realidade, já que houve uma evolução qualitativa no mercado, com maior estabilidade, sem queda nos valores dos imóveis. Novos empreendedores das capitais, principalmente de Fortaleza, estão trazendo novos projetos.

E os investimentos não param. O presidente do Sindicato das Construtoras (Sinduscon), do Ceará, André Montenegro de Holanda, estará no próximo dia 15 em Juazeiro do Norte, para o lançamento do Feirão de Imóveis do Cariri, em sua 8ª edição, que acontece de 11 a 14 de junho, no Cariri Garden Shopping. 

Serão cerca de dois mil imóveis à disposição do consumidor, em diversas peças e tipologias, novas, usadas e na planta. . “Há boas condições de financiamentos e facilidades de compra, com prazos de até 35 anos” diz ele, ao ressaltar que ainda é uma grande vantagem investir no segmento. O feirão será realizado por meio do sindicato e a Caixa Econômica Federal(CEF). 

Liderança

Para Montenegro, Juazeiro lidera a região Sul do Ceará em investimentos do porte, e, com isso, se torna atrativa, com construções modernas e mais adequadas a uma realidade de crescimento. Os consumidores também estão atentos às tendências de mercado, na medida em que identificam a profissionalização e facilidades do setor, mas destacam que o comprador do imóvel sempre deve estar acompanhando o cumprimento das cláusulas contratais dos serviços e construção do seu empreendimento.

Para o professor Djailson Ricardo, tanto do ponto de vista de financiamento como da própria construção de sua residência houve facilidades, com pouca burocracia, já que todo o processo foi realizado pelo construtor. “Temos um mercado que evoluiu e isso facilita a vida dos compradores e nos dá mais segurança em adquirir um imóvel”. Para o presidente do Sinduscon, Juazeiro é um mercado em ascensão. A crise pelo visto, não tem sido um grande vilão para o mercado local. Para Helaine Mendonça, os imóveis são cobiçados e, consequentemente, continuam com preços elevados.

Elizângela Santos

Colaboradora

Comentários


Li e aceito os termos de regulamento para moderação de comentários do site.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.