'Pedal do batom'

Prática do ciclismo ganha maior adesão das mulheres

Grupo feminino não apenas desenvolve modalidade esportiva, como contribui para o meio ambiente sadio

00:00 · 15.02.2015
Image-0-Artigo-1796875-1
Atividade se desenvolve, sobretudo, em trilhas da Chapada do Araripe ( Fotos: Roberto Crispim )
Image-1-Artigo-1796875-1
Formado por cerca de 52 mulheres, de diversas faixas etárias, o grupo ganhou o apelido de "Pedal do Batom" e, desde que foi criado, há quase cinco anos, conta com apoio de entidades de defesa ambiental

Crato. Uma modalidade esportiva começa a ganhar adeptos neste município. O mountain bike, desenvolvido por ciclistas iniciantes e veteranos em trilhas e diversos tipos de terrenos que apresentem subidas e descidas, passou a chamar a atenção de um grupo de mulheres que, em datas planejadas com antecedência, se reúne para pedalar em áreas da Chapada do Araripe ou pelas regiões do Arajara, que liga os municípios de Crato e Barbalha. A iniciativa, além de garantir a melhoria do condicionamento físico das participantes e, consequentemente, qualidade de vida muito mais saudável, é também uma forma das atletas conhecerem as belezas naturais que a região possui e, ainda, as demandas existentes em relação aos cuidados e a preservação da fauna e da flora nativa do Cariri.

Colaboração

Formado por cerca de 52 mulheres, de diversas faixas etárias, o grupo ganhou o apelido de "Pedal do Batom" e, desde que foi criado, há quase cinco anos, conta com apoio de entidades de defesa ambiental, como o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), durante a realização dos passeios em áreas de proteção, por conta do trabalho de colaboração que as ciclistas desenvolvem nestes locais, quando fazem o recolhimento do lixo deixado por outros visitantes.

"São áreas de uma beleza indescritível e que precisam ser preservadas. Infelizmente, nos passeios que nós realizamos pelas trilhas da Chapada do Araripe e pelos locais que ligam os municípios de Crato e Barbalha, por meio do Arajara, há grande quantidade de lixo deixado por pessoas que ali também estiveram. Grande parte das pessoas ainda não compreende a necessidade da preservação ambiental como instrumento de perpetuação das nossas riquezas. Essa questão, que é, sobretudo, educacional, precisa ser melhor trabalhada na nossa região", avaliou a empresária Simonely Santos, fundadora do grupo.

Ela também alerta para a necessidade de os municípios realizarem estudos técnicos com a finalidade da criação de novas trilhas e na realização de sinalização nos locais já existentes. "Muitos locais da Chapada poderiam estar servindo de trilhas para passeios ciclísticos e para a realização de passeios ecológicos. Como a área é muito grande, seria importante que os municípios desenvolvessem estudos para criação de novos espaços turísticos, bem como que providenciassem as sinalizações em locais onde este serviço ainda não foi disponibilizado", diz.

Proprietária de uma loja especializada na comercialização de bicicletas speed e mountain bikes, ela ressalta que a prática do ciclismo, principalmente nos municípios de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha, cresceu surpreendentemente nos últimos anos. Porém, mesmo com o crescimento da modalidade sendo percebido a olhos nus, as gestões municipais ainda não criaram mecanismos e equipamentos quem possam garantir aos ciclistas desenvolverem a atividade de forma confortável e segura.

"Falta praticamente tudo quando o assunto é infraestrutura para a prática da atividade. Se nas áreas de trilha há demandas a serem sanadas, imagine nas zonas urbanas das cidades aonde o ciclismo vem sendo praticado. Em nenhum dos municípios do Crajubar existe ciclovias, ciclofaixas ou locais onde as bicicletas possam ser estacionadas. Muitas das mulheres que fazem parte do "Pedal do Batom" têm o desejo de se deslocar ao trabalho utilizando a bicicleta como meio de transporte. No entanto, por causa da falta de infraestrutura, a maioria deixa a bicicleta em casa e acaba se deslocando de carro, moto ou outro tipo de transporte motorizado", explicou Simonely Santos.

Debate

Recentemente, em Juazeiro do Norte, um grupo de ciclistas debateu, na Câmara de Vereadores, a necessidade de a Casa derrubar o veto do Executivo em relação ao projeto de implantação do Sistema Cicloviário de Juazeiro do Norte, que determina a criação de ciclofaixas, ciclovias e bicicletários em diversos pontos da Cidade.

O projeto definia, ainda, a implantação dos trajetos cicloviários expressivos para a demanda. Além disso, que fosse agregada aos terminais de transporte coletivo urbano infraestrutura apropriada para a guarda de bicicletas; a abertura de negociações com o Estado com o objetivo de permitir o acesso e transporte no metrô e em ônibus metropolitanos de ciclistas com suas bicicletas.

Durante o encontro, ficou acordada a criação de um fórum de discussão sobre a necessidade da implantação imediata do Sistema Cicloviário, ainda sem data definida para ser realizado, com a participação de parlamentares, representantes da Prefeitura e de setores da sociedade civil organizada. O Fórum também teria como objetivo chamar a atenção da sociedade sobre a importância da criação das ciclofaixas ou ciclovias e da necessidade de início de campanhas educativas sobre o tema.

"Os grupos estão se mobilizando justamente por conta do crescimento do número de praticantes do ciclismo. Seja para passeios em áreas de natureza ou nas áreas urbanas das cidades, os ciclistas necessitam que as gestões observem com maior carinho as demandas que essa modalidade ainda possui. Desenvolver políticas de atendimento ao ciclista significa melhorias em diversos setores da sociedade, como o trânsito, por exemplo", observa Simonely Santos.

Enquanto as ações por parte das Prefeituras não acontecem, o "Pedal do Batom" se mantém ativo. O próximo passeio do grupo está marcado para março. "Vamos comemorar o Dia Internacional da Mulher com um passeio até Barbalha, pelo chamado 'caminho das águas'. A programação está sendo fechada e quanto maior o número de pessoas interessadas em participar, melhor será a comemoração", concluiu.

Mais informações:

Pedal do Batom
Telefone (88) 9963.7927
www.Facebook.Com/PedalDoBatom

Roberto Crispim
Colaborador

Comentários


Li e aceito os termos de regulamento para moderação de comentários do site.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.