Abandono

Praças de Juazeiro precisam de cuidados

Espaços importantes de convivência para moradores e visitantes, os locais estão sujos e desgastados

00:00 · 17.04.2016 por Elizangela Santos - Colaboradora
Image-0-Artigo-2048667-1
Equipamentos como bancos quebrados é um dos problemas relatados ( Fotos: Elizângela Santos )
Image-1-Artigo-2048667-1
Uma das praças mais bem frequentadas do Cariri, a Padre Cícero, no coração da cidade, até a estátua inaugurada pelo "Padim" perdeu a cor bronze pelo desgaste do tempo, a coluna da hora e o relógio também estão danificados

Juazeiro do Norte. Lixo, mato, fios expostos, insegurança, escuridão, abandono e espaço muito pouco atrativo para uma boa conversa. Se alguém adivinhou que esses são os principais problemas encontrados em praça deste Município, acertou.

Em algumas cidades do Cariri, a degradação desses logradouros pode ser constatada, mas, em Juazeiro do Norte, onde o turismo está presente e a circulação de visitantes, a cada ano, é de aproximadamente 2 milhões, movimento incrementado pelas romarias, para os moradores é um problema que merece maior atenção dos poderes públicos.

A secretaria de Obras da cidade afirma que vem sendo realizado um levantamento nas principais praças da cidade e planeja iniciar manutenção dos espaços públicos nos próximos dias. Estão sendo orçados pelos técnicos cerca de R$ 700 mil em investimentos para os serviços, que ainda vão passar pela aprovação do Executivo local.

Símbolo

Um local que ficou conhecido como "Praça do Abandono" ou "da OAB", a Praça Conserva Feitosa, no bairro Lagoa Seca, nos últimos anos foi tomada pelo lixo e mato. Há um projeto de reforma, que inclui novos postes, quiosques, acessibilidade, academia e 15 palhoças. O local é amplo e tomado por árvores, mas, nos últimos anos, acabou se tornando um ambiente que amedronta os possíveis frequentadores. Há registros de assaltos constantes na área.

O jardineiro Pedro Paulino diz que a Praça sempre foi abandonada e os vândalos destruíram os bancos. Até há pouco anos havia resquícios de alguns deles quebrados e agora mão se vê mais nada.

Segundo o secretário de Obras de Juazeiro do Norte, Rogers Macedo, nessa semana, será finalizado o projeto de manutenção e conservação, com jardinagem, consertos, incluindo bancos e pavimentação. Serão inseridas, inicialmente, 33 praças. Na cidade são 60. A Praça da OAB está com o projeto licitado e deve ser começada a obra nos próximos 15 dias, conforme o secretário. Os serviços foram iniciados no local, e depois houve um destrato com a empresa, um novo projeto teve que ser desenvolvido para o local. Inclusive que, conforme ele, contempla a parte de iluminação. Para a recepcionista Esmelry Mendes da Silva, os espaços devem ser mais valorizados em sua cidade. Ela reside no bairro Triângulo, onde está localizada a praça conhecida como "Giradouro", porta de entrada da área urbana para as pessoas que vêm por Crato ou Barbalha.

O espaço, conforme a moradora, está abandonado. Ela aguardava o marido, ainda cedo, num dos bancos quebrados da Praça. "Fico até com medo de ficar por aqui. O local está tomado pelo mato, e, com essa aparência de desprezo, acaba sendo um lugar pouco atrativo", afirma.

A Praça se tornou bem frequentada desde que foi instalada uma academia popular, ainda na gestão anterior. A fonte de água iluminada se tornou um canteiro com um emaranhado de plantas.

A movimentação no local acontece principalmente nos períodos da tarde e noite, mas há riscos para quem faz a tradicional caminhada.

Em alguns trechos do piso há buracos enormes, além de diversos desníveis. Esmelry ainda afirma que a iluminação tem sido precária. "Estamos em espaços abandonados, que estão se acabando. Poderia ser uma área bem mais agradável para quem chega à cidade", diz.

Movimentação

Uma das praças mais bem frequentadas do Cariri, a Padre Cícero, no coração da cidade, a situação tem sido bem mais crítica. Até a estátua inaugurada pelo "Padim", no espaço perdeu a cor bronze pelo desgaste do tempo, a coluna da hora e o relógio também estão danificados.

Os jardins sequer existem. O mato toma conta de boa parte do espaço, e até fios expostos podem ser visualizados na área. Os moradores revelam que não se sentem seguros em nenhum horário do dia.

O aposentado Damião dos Santos Dias afirma que Juazeiro do Norte é uma cidade querida pelas pessoas e isso deve refletir também em relação aos moradores, que precisam cuidar melhor dos espaços públicos e não esperar apenas pela administração.

Ele considera regular o estado de conservação das praças da cidade, mas diz que o poder público tem que fazer a sua parte na manutenção e possibilitar maior vigilância dessas áreas, o que não está acontecendo nesse momento.

Vitalidade

O vendedor desempregado Daniel Anselmo afirma que as praças são espaços de vitalidade nas cidades. Um desses exemplos, para ele, é a Padre Cicero, em Juazeiro do Norte, que sempre está cheia de pessoas, de vários lugares do Brasil, de todas as idades. Ele reclama da falta de cuidado com os equipamentos da área, como a fonte de água, que não funciona e está suja.

"Esse lugar está caindo aos pedaços", diz o estudante Alan Ferreira de Lira. Ele conhece vária pessoas que foram assaltadas na Padre Cícero e sugere a preservação e um planejamento maior para as praças da cidade. "São cartões postais que não merecem o desprezo que estão tendo nos últimos anos", lamenta.

O secretário Rogers Macedo afirma que, após a autorização do prefeito para licitação, as obras de manutenção devem ser iniciadas em pelo menos 40 dias. O projeto de recuperação das praças tem um custo relativamente baixo para 33 logradouros, mas ele diz que essa destinação do Município depende da autorização do prefeito, que deverá ou não acontecer.

Destaca, ainda, que esses espaços pertencem às comunidades e as pessoas também têm a responsabilidade de preservá-los. Isso porque algumas praças apresentam grande depredação. O que não ocorre apenas em Juazeiro do Norte, mas é um problema vivenciado em vários lugares e depende da educação de uma sociedade.

Importância

"As praças são espaços de vitalidade nas cidades. A Padre Cícero sempre está bem movimentada e precisa de cuidados"

Alan Ferreira de Lira

Estudante

"Há muitos turistas visitando Juazeiro e querem ver uma cidade mais bonita e ter condições de circular"

Daniel Anselmo

Vendedor

Mais informações:

Secretaria de Infraestrutura de Juazeiro do Norte

Praça Dirceu de Figueiredo, S/N

Centro

 

Telefone: (88) 3566-1039

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.