Preservação histórica

Iphan busca criar Casa do Patrimônio

A iniciativa seria pioneira no Ceará e tem como finalidade ser um espaço para debates e ações culturais

00:00 · 22.11.2015
Image-0-Artigo-1971482-1
O Iphan promoveu, nesta semana, debates para a criação de "Rede Casas do Patrimônio". As discussões envolvem toda a região ( Foto: André Costa )
Image-1-Artigo-1971482-1
O encontro aconteceu na sede do Geopark, onde foram apresentados conceitos e diretrizes do programa que já existe em outros Estados ( Foto: Elizângela Santos )

Crato. O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) promoveu, nesta semana, um seminário introdutório sobre a "Rede Casas do Patrimônio", com o objetivo de dar o primeiro passo para a construção do projeto da Casa do Patrimônio Cariri Cearense. Durante o evento, realizado na sede do Geopark Araripe, neste Município, foram apresentados conceitos e diretrizes do programa, além da apresentação de experiências na implantação da política pelo Iphan e parceiros em outras cidades brasileiras.

Conhecimento

A coordenadora de Educação Patrimonial do Iphan, Sônia Florêncio, ressaltou que a proposta do encontro foi para que órgãos municipais de cultura e organizações não governamentais atuantes na região do Cariri conheçam o programa para, posteriormente, debateram a possibilidade de implantação de uma Casa do Patrimônio na região. Segundo suas informações, 16 municípios do Cariri já manifestaram o desejo de abrigar o equipamento.

A superintendente do Iphan, Diva Maria Freire Figueiredo, ressaltou que a Casa do Patrimônio, além de estimular a participação das comunidades nas discussões e propostas de redefinição do uso social dos bens culturais, atua na identificação de atores sociais locais responsáveis por ações educativas efetivas e valorização de ações educativas que promovam a interface entre patrimônio cultural e meio ambiente.

Já a coordenadora, lembrou que o Cariri é um caldeirão rico em manifestações culturais e, portanto, "necessita de uma política de patrimonialização mais efetiva". A secretária de Cultura do Crato, Dane de Jade, destacou que "o foco principal da instalação da Casa do Patrimônio é o estabelecimento de uma nova forma de relacionamento institucional com a sociedade civil, por meio da articulação de agentes e espaços".

Sônia Florêncio antecipou que há a possibilidade da instalação de um escritório técnico do Iphan na cidade do Crato, assim como já ocorre em outras cidades as quais possuem uma Casa do Patrimônio. "Observamos com atenção os bons exemplos das outras Casas. Trazer para o escritório para cá é sim uma possibilidade. No entanto, tudo ainda é muito embrionário", pontua Sônia.

Conceito

Com a concretização da implantação das Casas do Patrimônio, o Iphan objetiva articular ações educativas e de aproximação com as comunidades locais. "Dessa forma, amplia-se a disseminação de um novo conceito de Patrimônio Cultural, mais próximo das pessoas e de suas referências", finaliza a coordenadora de Educação Patrimonial do Iphan.

A Casa do Patrimônio é um espaço educativo para aperfeiçoamento da gestão, proteção, salvaguarda, valorização e usufruto do patrimônio cultural. O seu maior objetivo é oferecer um espaço de interlocução e diálogo com a comunidade local, de articulação institucional e de promoção de ações educativas, visando fomentar e favorecer a construção do conhecimento e, principalmente, a participação social. A expectativa é que seja um centro fomentador de políticas culturais, surgindo, sobretudo, das demandas locais.

Sobrado

O Estado não possui, ainda, nenhuma Casa do Patrimônio. No município de Icó, região Centro-Sul do Ceará, o processo já está adiantado.

Nos dias 18 e 19 deste mês, foi dada continuidade à implantação da Casa, iniciada em 2013, com a realização de uma primeira oficina e com o início do restauro do Sobrado Marinha Graça, que sediará o projeto, além do Escritório Técnico do Iphan e da Secretaria de Cultura. (A.C.)

Mais informações:

Secretaria de Cultura do Crato

Largo da Rffsa

Telefone: (88) 3523-2365

Iphan

Telefone: (85) 3221-2180

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.