Âmbito regional

Instalada Rede de Inovação

00:00 · 20.03.2016
Image-0-Artigo-2032673-1
Os empresários expuseram as dificuldades enfrentadas para atuar na região com uma visão inovadora, sem apoio das instituições ( Fotos: Elizangela Santos )

Juazeiro do Norte. As novas tecnologias e o conhecimento como alternativas na promoção do desenvolvimento sustentável, por meio da integração entre as universidades, institutos de tecnologia do Cariri e empresários dos mais diversos setores da região. Com essa perspectiva, foi iniciada a formação da Rede de Inovação Tecnológica do Cariri, com reunião coordenada pela Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado (Secitece), no campus CraJuBar da Urca, em Juazeiro do Norte, no último dia 14.

Empresários expuseram, na ocasião, as dificuldades enfrentadas para atuar na região com uma visão inovadora, sem apoio das instituições, o que poderá ser minimizado com o processo de interação. Na oportunidade, foi desenvolvido um calendário de reuniões para tratar do assunto. Em maio, acontece o Fórum de Inovação e Empreendedorismo, dos dias 18 a 20, com a presença de instituições de ensino superior, órgãos como o Sebrae, a Fiec e o empresariado da região. A meta é fortalecer esses segmentos.

O encontro foi coordenado pelo secretário adjunto da Secitece, Francisco Carvalho. Ele disse que esse é o passo inicial, com a reunião da academia e o setor empresarial. "Existe a necessidade de o empresariado ser atendido pelas universidades, com totais condições técnicas, científicas e tecnológicas", afirma. A ideia é promover uma aproximação e interação.

Segundo o secretário, já existe uma parceria da Fiec, que possui, entre os seus conselhos, o de Inovação Tecnológica, que estará reunido, no fim de maio, para tentar fazer essa aproximação "Gostaria que não fosse uma questão pontual, mas uma prática", diz. Para Francisco Carvalho, o professor não vai fazer nada diferente do que fazia, e o investimento nas universidades chega até a comunidade, por meio dos serviços, com as soluções apresentadas. "Em apenas uma ação, é possível melhorar o valor do produto", afirma. Segundo ele, o Cariri tem um potencial imenso, com uma cultura evidente, que se encontra na superfície, quando se trata da artística, mas que deve também vislumbrar a inovação.

A professora Teresa Mota destacou a necessidade de inovação nas empresas. Ela afirma que atualmente há apenas uma rede do Núcleo de Inovação tecnológica (Redenit), em Sobral; e o Cariri acaba sendo um ambiente muito favorável para que isso ocorra, tendo em vista a presença das universidades, além do setor empresarial. "A proposta da rede é organizar-se a partir das metas. Apoiar, nas instâncias políticas, formas de fortalecimento para capacitação", diz, ao admitir que mais importante que o aspecto financeiro é o apoio político.

Para o empresário de Juazeiro, Douglas Feitosa, é muito importante o apoio de instâncias como a universidade. Ele sentiu na pele a ausência das instituições de fomento para desenvolver suas empresas. Uma relacionada a cliente oculto e a outra com a utilização do pallet na fabricação de móveis sustentáveis. Hoje, está à frente da Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem (CDL Jovem), do Município.

Mais informações:

Secretaria da Ciência, Tecnologia

E Educação Superior (Secitece)

Telefone: (85) 3101-6400

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.