meio ambiente

Impactos ainda serão avaliados

00:00 · 11.10.2015
Image-0-Artigo-1946133-1
Ao longo da estrada, existem inscrições rupestres do tipo gravura e pintura, que precisam ser melhor analisadas para a liberação da licença ambiental

Crato. A recuperação da estrada de acesso dependerá ainda de uma avaliação dos impactos ambientais. Para tanto, um documento vai ser repassado na próxima semana, à Semace, responsável pela licença. "O que compete ao município nesse momento é a elaboração desse documento, que custa em torno de R$ 150 mil", afirma Hildo Júnior, secretário adjunto do Meio Ambiente. Ele ainda esclarece que o Governo do Estado está realizando nova licitação para iniciar os serviços de asfaltamento. "Queremos iniciar essa obra com urgência, para essa novela acabar".

O chefe do ICMbio, Paulo Maier, disse que num primeiro momento, foi avaliado um estudo sobre essa estrada, para entender os impactos causados, principalmente no aspecto relacionado à produção local. Então, a ideia foi apresentar as alternativas para reduzir os dados ambientais. No processo de licenciamento da Santa Fé não existia qualquer estudo ambiental. Mas ele destaca que há alguns impactos, que devem ser avaliados. Ao longo da estrada há cavernas com inscrições rupestres. "Entendo que são inscrições muito especiais, com gravuras e pinturas", diz, ao destacar a raridade das duas modalidades de inscrição. "Para liberar, a gente precisa entender o que está autorizando".

Monitoramento

O prazo já foi alongado por várias vezes, e desde o ano passado, o material está sendo aguardado para ser avaliado atentamente, para serem impostas condicionantes. Exemplo dessa condição é o monitoramento dos animais que estão morrendo nas estradas, colocando isso em níveis aceitáveis, para que sejam feitas campanhas educativas permanentes.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.