Agricultura de sequeiro

Hora de Plantar ainda não tem data de lançamento na região

Indefinição na agenda do governador protelou o início do programa de distribuição de sementes

00:00 · 25.01.2015
Image-0-Artigo-1784464-1
Feijão é uma das espécies mais concorridas para plantio dos agricultores ( Fotos: Elizângela Santos )
Image-1-Artigo-1784464-1
Grande quantidade de sementes de milho já se encontram estocadas em Barbalha para que o governo dê início ao plantio de sequeiro

Juazeiro do Norte. As chuvas ainda são poucas e irregulares, mas os agricultores da região do Cariri têm esperança e já se preparam para o plantio. Após as primeiras chuvas que caíram em alguns municípios, as terras já foram preparadas e os trabalhadores do campo aguardam a liberação das sementes do Projeto Hora de Plantar por parte do Governo do Estado.

Cerca de 400 toneladas de milho e mais 18 toneladas de feijão serão distribuídas entre os 28 municípios da região do Cariri. Somente em Juazeiro do Norte, serão cerca de 11 toneladas de milho e 1,7 toneladas de feijão. As sementes estão estocadas aguardando a liberação para entrega. Serão beneficiados quase 11 mil produtores rurais.

Ansiedade

Executado por meio da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), o Hora de Plantar só deve ser lançado em fevereiro, mas os agricultores estão ansiosos e já se dirigem ao escritório da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce) de seus municípios, bem como procuram os sindicatos rurais em busca de notícias e mais informações sobre a data da distribuição das sementes.

A expectativa é de que o governador Camilo Santana faça o lançamento do Projeto ainda no fim desta semana, início de fevereiro. Segundo a Assessoria da SDA, a solenidade no Cariri deve acontecer na Central de Abastecimento (Ceasa-Cariri), localizada em Barbalha, e Camilo Santana ainda deverá confirmar presença, considerando sua agenda de trabalho.

As sementes já foram entregues aos setores responsáveis pela distribuição aos agricultores, na região, e estão estocadas tanto na Ceasa quanto em armazéns da Ematerce no Cariri. E, logo após o lançamento oficial do Projeto, serão distribuídas simultaneamente para todos os municípios cearenses.

Pelo menos 24. 615 agricultores serão beneficiados em 28 municípios do Cariri. Eles irão receber, as quantidades de sementes: milho híbrido (1.219.140 kg) milho variedade (14.090 kg), feijão Caupi (53.650 kg), sorgo forrageiro (30.940 kg) e mamona (2.325 kg), totalizando mais de 1.320 kg de sementes. Além disso serão distribuídas também 720 m³ manivas de mandioca, 10.030 unidades de cajueiro anão precoce e 431 mil unidades de palma forrageira, totalizando um investimento de R$ 4.683.420,00.

Previsões

Por enquanto, as chuvas estão à baixo da média, mas em alguns municípios já choveu quantidade suficiente para animar os agricultores. De acordo com a Fundação Cearense de Recursos Hídricos (Funceme), o prognóstico climático para os três primeiros meses da quadra chuvosa de 2015 no Estado é de 64% abaixo da média. Mesmo com as previsões desanimadoras, o agricultor Francisco Casimiro acredita que deve começar o plantio. Ele acha que as sementes já deveriam estar à disposição, pois as terras já estão preparadas. Porém, os técnicos da Ematerce esclarecem que é preciso esperar as previsões específicas de chuvas por região para liberar as sementes no momento certo e os agricultores não plantarem antes do tempo e perderem tudo.

Apesar de todas as previsões negativas da Funceme, os agricultores parecem acreditar mais nos profetas da chuva e em seus próprios diagnósticos e confiam que as previsões podem mudar ao longo dos próximos meses, garantindo a boa colheita.

Para os Profetas, que fizeram suas análises do tempo no último dia 10, no XIX Encontro dos Profetas da Chuva, em Quixadá, a quadra chuvosa de 2015 pode ser um pouco melhor do que a do ano passado. Mas, também segundo eles, o inverno não será o ideal para a agricultura.

E, assim como o diagnóstico da Funceme, concordam também que as chuvas ficarão abaixo da média histórica e não serão suficientes para repor a carga hídrica dos açudes do Estado. Haverá, de acordo com eles, um período regular de chuvas, o que propicia o plantio, mas não serão chuvas suficientes para encher os reservatórios que tiveram a situação agravada nos últimos dois anos de seca.

Investimentos

Segundo a SDA, serão investidos, em 2015, mais de R$ 19 milhões, atendendo a mais de 132 mil agricultores familiares no Ceará. A previsão é distribuir mais de 3,5 mil toneladas de sementes, destacando o milho, feijão, sorgo, algodão, caju anão-precoce, gergelim, além de manivas de mandioca e palma forrageira e mudas de cajueiro anão-precoce. O lançamento do Hora do Plantar no Cariri decorre do fato de que é a primeira região do Estado a receber as chuvas, favorecendo o plantio de sequeiro, agricultura não irrigada.

No ano passado, a distribuição de sementes aconteceu ainda no mês de janeiro, mas a SDA descarta que haja atraso na entrega do produto para o homem do campo. A avaliação é de que o início do programa deve ter como base, não apenas o prognóstico das precipitações para o período de fevereiro a abril, assim como também maior detalhamento da dimensão espacial das chuvas para este ano.

Essas informações chegaram a ser cobradas pelos prefeitos, na quarta-feira passada, por ocasião do anúncio do primeiro prognóstico, em reunião ocorrida no auditório do Palácio do Abolição, em Fortaleza.

O Programa prevê, ainda, a distribuição de essências florestais, nativas e exóticas, contribuindo para o reflorestamento de áreas desmatadas, a melhoria na recomposição das matas ciliares, redução da desertificação e favorecer os agricultores no Cadastro Ambiental Rural (CAR).

Mais informações:

SDA
Av. Bezerra de Menezes, 1820
São Gerardo, Fortaleza
Telefone: (85) 3101-8002

Mirelly Morais
Colaboradora

Comentários


Li e aceito os termos de regulamento para moderação de comentários do site.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.