nova olinda

Fundação Casa Grande realiza mostra nacional Cine Cariri

Evento promoverá o intercâmbio com diretores e produtores de cinema e vídeo de todo o País

21:00 · 29.08.2015 por Elizângela Santos - Colaboradora
Image-0-Artigo-1918927-1
Crianças são atendidas pelo projeto, participando de diferentes segmentos das artes visuais, com destaque para vídeo, e fotografia. O trabalho se tornou referência em valorização da inserção infantil na arte ( Fotos: Hélio Filho )
Image-1-Artigo-1918927-1
Crianças atendidas pelos projetos mantidos pela Fundação Casa Grande participam de atividades de fotografia em Nova Olinda

Nova Olinda. Nomes como Guel Arraes, Carolina Jabor, Luisa Arares e Jorge Furtado estarão ao longo da semana, no Cariri, para participar da Mostra Cine Cariri, que estará sendo realizada pela Fundação Casa Grande, em Nova Olinda, com a exibição de vários trabalhos e trocas de experiência. O evento irá promover a articulação e o intercâmbio com diretores e produtores de cinema e vídeo, cinéfilos, estudantes e comunidade em geral para dialogar sobre a produção cinematográfica brasileira por meio de ciclos de conversa e exibições de filmes, no período de 3 a 6 de setembro, na Fundação Casa Grande, em Nova Olinda.

A entidade que atua no campo vasto da comunicação, enquanto formação cidadã e educacional, irá também compartilhar e levar ao público as suas experiências. A TV Casa Grande e Programa 100 CANAL são espaços à parte no modelo de trabalho desenvolvido pela fundação. Os integrantes da entidade, Aécio Diniz (produtor) e Hélio Filho (fotógrafo), dividem a mesa no primeiro dia da Mostra Cine Cariri para falarem um pouco sobre a TV da entidade e suas produções.

Crianças

A TV Casa Grande produz a série documental "100 Canal", que vai ao ar antes das sessões de cinema e espetáculos no Teatro Violeta Arraes - Engenho de Arte Cênicas. Hoje, funciona como um estúdio de produção de vídeos, curtas e documentários que são exibidos pelas TV's comerciais e espaços culturais alternativos. A equipe é formada por crianças e jovens que recebem formação nas áreas de gestão, produção, iluminação, câmera e edição.

A Mostra conta, na quinta-feira, dia 3, com um coquetel de recepção dos convidados, e o lançamento da revista Sétima, edição 24, editada no Cariri. Será com o cinéfilo Elvis Pinheiro, falando sobre o Cine Café Volante e Cinematógrafo, de Juazeiro do Norte. Na sexta-feira, às 9 horas, acontece a abertura oficial, com representantes institucionais, e, às 10 horas, haverá a palestra de abertura, com os produtores, João Paulo Maropo e Aécio Diniz, da Casa Grande. Eles vão abordar o trabalho da TV Casa Grande - Círculo de Conversa - Documentário 100 CANAL.

Segundo João Paulo Maropo, será um evento de grande importância para a região, e que se pode ver isso em dois níveis, um no sentido de promover um laboratório, com as mais diversas experiências no segmento, além de propiciar a formação. "A TV Casa Grande vai estar na vitrine, para promover o cinema como ferramenta pedagógica", afirma João Maropo.

O produtor lembra de um trabalho que vem sendo desenvolvido há mais de 10 anos, pela fundação, na utilização do cinema como formação cidadã e despertar da arte, com o Cineclube, tratando de exibições de filmes e debates. As sessões de cinema têm uma proposta de reunir um público que realmente tenha o interesse de buscar ampliar o seu conhecimento. As sessões acontecem, conforme João Paulo, para públicos de 5 a 20 pessoas. "A entidade propõe ações de cinema, para formar plateias", acrescenta

Acesso

A linha de formação pode ser desde a que busca temática de atuação ou mesmo popular. Essas exibições podem acontecer por duas vezes na semana.

Até o próximo domingo, um vasto público do Cariri poderá ter acesso às apresentações de vídeos premiados, com artistas de renome nacional. A palestra com o cineasta Jorge Furtado, um dos fundadores da Casa de Cinema de Porto Alegre, abordará o seu documentário, Ilha das Flores (1989), premiado nacional e internacionalmente, e do diretor Cacau Rhoden, que fala sobre o filme Tarja Branca, serão no dia 4, à tarde.

Às 19 horas, com a apresentação do filme 'Boa Sorte', os participantes terão a oportunidade de partilhar experiências com a diretora carioca, filha do cineasta Arnaldo Jabor, Carolina Jabor. Os círculos de conversa continuam durante o dia 5, com vários participantes, tendo o Guel Arraes às 19 horas, com o Auto da Compadecida.

O diretor da Fundação Casa Grande, Alemberg Quindins, destaca sustentabilidade e gestão da entidade, na tarde do dia 6. Os círculos de conversa serão iniciados a partir das 9 horas deste dia. Com o elenco formado pelos atores George Sauma, Luisa Arraes, João Pedro Zappa, Carlos Adriano e André Sigaund, o evento será finalizado com a apresentação da peça "Pedro Malazarte e a Arara Gigante", no domingo, às 19 horas. A mostra tem sido responsável por uma grande mobilização nos últimos dias e debates entre os integrantes da entidade.

Comentários


Li e aceito os termos de regulamento para moderação de comentários do site.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.