Catolicismo

'Finados' reúne 500 mil romeiros

Evento religioso homenageia Padre Cícero e é um dos maiores do País na concentração de fiéis

00:00 · 01.11.2015 por Elizângela Santos - Colaboradora
Image-3-Artigo-1958695-1
Missa na Capela dos franciscanos é uma das mais concorridas em número de devotos ( Foto: André Costa )
Image-0-Artigo-1958695-1
Para os devotos, a visitação ao túmulo de Padre Cícero é um dos rituais indispensáveis no roteiro a Juazeiro do Norte. Neste ano, um show pirotécnico acontecerá na noite de domingo no encerramento da Romaria ( FOTO: ELIZÂNGELA SANTOS )

Juazeiro do Norte. Uma multidão em torno de 500 mil pessoas deve participar, até amanhã, dos festejos da Romaria de Finados, que, neste ano, presta mais uma homenagem ao Padre Cícero. A data celebra os 46 anos da construção da estátua no horto, um dos monumentos católicos mais visitados do mundo. Feito em concreto para homenagear o Padre Cícero, o monumento tem 28 metros, até a base.

Para comemorar a data será realizado, às 20 horas deste domingo, um show pirotécnico em plena Colina do Horto e o que não vai faltar é romeiro para vivenciar a data. A festa continua na Praça Padre Cícero, com apresentações de bandas regionais, forró e grupos populares.

Neste período do ano acontece na cidade o segundo ciclo de romarias, após a festa de Nossa Senhora das Dores, ocorrida em setembro. Esta é a maior romaria do ano, que tem como tema em 2015: "No Caminho do Romeiro, Juazeiro é porta da misericórdia".

Desde o dia 28, a terra do Padre Cícero recebe romeiros de diversas partes do Nordeste. Nesta Romaria, é bem mais expressiva a presença de fiéis dos Estados de Sergipe e Pernambuco, mas sempre com grande participação do povo alagoano. O encerramento acontece nesta segunda-feira, com celebrações durante todo o dia e movimento constante no túmulo do Padre Cícero, um dos locais mais visitados neste período do ano.

Problemas

Depois de romaria da "Mãe das Dores", em setembro, esta é a mais curta e que recebe maior fluxo de pessoas. Os problemas na cidade, conforme a Igreja, continuam sendo comuns e de amplo conhecimento, a exemplo da infraestrutura precária, que ainda prevalece.

A falta de estacionamento, para melhor organização dos espaços públicos, é um deles, sem falar nos ambulantes. A cada Romaria é necessária uma reordenação para que não ocupem as ruas principais. A falta d'água e os esgotos a céu aberto são outros problemas enfrentados pela cidade.

Segundo o padre Cícero José da Silva, da Basílica de Nossa Senhora das Dores, nesse momento em que a cidade recebe de forma contínua romeiros, há a necessidade de um projeto permanente para atender às pessoas. Para ele, a segurança também tem sido outra grande preocupação. Além de solicitar reforço das polícias Militar e Civil, o padre afirma que a Igreja também contrata seguranças particulares, que fazem a segurança permanente no local, como forma de garantir a tranquilidade do povo romeiro.

Debate

A secretária de Cultura e Romaria, Marli Bezerra, afirma que o governo do Estado foi informado a respeito do projeto permanente de assistência às romarias, que será repassado pelo Município. Ela disse que vereadores estão empenhados em fortalecer o debate e, para isso, deverá ser solicitada uma audiência para debater as principais problemáticas enfrentadas nos últimos anos, com relação ao crescimento da romaria. Segundo o padre Cícero, nos últimos anos praticamente não houve avanços relacionados ao atendimento e infraestrutura ao romeiro.

Nos aspectos relacionados à saúde do visitante, o religioso disse que estará reforçando a questão dos cuidados que as pessoas devem ter relacionados a problemas como pressão arterial, e, principalmente, há recomendação dos especialistas da Saúde para se beber muita água nesse período de calor intenso. Nos últimos dias, Juazeiro do Norte registrou picos elevados de temperatura, chegando a mais de 40°C, com sensações térmicas de até 50° C, e baixa umidade do ar. Ele disse que há a reivindicação de instalação e um posto de saúde permanente para o atendimento dos romeiros e visitantes, na área próxima à Basílica.

A Polícia Militar planejou ações específicas para garantir a tranquilidade dos cidadãos e turistas que participarão da romaria. O efetivo local será reforçado por policiais oriundos das demais companhias pertencentes ao 2º BPM, e militares do Batalhão de Policiamento de Eventos. De acordo com o comandante da Unidade, major Paulo Hermann Fernandes Macedo, diversos tipos de policiamento atuarão nas modalidades ostensiva e velada para garantir a segurança de todos por meio do Policiamento Ostensivo Geral, Serviço de Inteligência, Ronda do Quarteirão, Raio e o Ciopaer.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.