religiosidade

Festejos de Nossa Senhora da Penha reúnem 20 mil devotos

Fiéis promovem carreata pelo centro do Crato na a bertura das celebrações da padroeira do município

00:00 · 16.08.2015
Image-0-Artigo-1910713-1
São esperados mais de 50 mil católicos durante os oito dias do evento ( FOTO: ELIZÂNGELA SANTOS )

Crato. Com mais de 20 mil pessoas na abertura dos festejos, começa dia 22, com uma grande carreata pelas ruas do Crato, a tradicional festa de Nossa Senhora da Penha, padroeira da cidade. A expectativa é que participem mais de 50 mil pessoas, durante os oito dias de realização, até o dia 1º, data da grande procissão, que terá novo percurso este ano.

Uma carreata com milhares de veículos abre a festa, às 18h30, e logo em seguida, na chegada na igreja da Catedral, acontece a bênção dos carros e hasteamento das bandeiras, a partir das 19 horas. A concentração dos participantes será na Capela São João Batista, no bairro Mirandão.

Aniversário

A paróquia estará completando 247 anos, além de 270 anos da chegada da imagem principal de Nossa Senhora da Penha, em Crato, trazida pelos capuchinhos, em 1745.

Este ano, haverá novidades que incluem desde a cavalgada, no dia 30, saindo da imagem de Nossa Senhora de Fátima, no Bairro Barro Branco, em direção à Sé Catedral, a um passeio ciclístico, dia 23, pela cidade. A festa, esse ano, tem como lema ' Com a Mãe da Penha, em Jesus, Chegamos à Glória.

A cada noite de orações nas comunidades, será trabalhada uma temática diferenciada. No dia 23, serão iniciados os festejos e orações na comunidade São José, com o tema 'Maria, mãe na vida e mãe na morte', tendo a Missão resgate como equipe de celebração. Até o dia 31 serão visitados locais diferenciados, com a realização também dos noitários, em diversas repartições e comunidades.

Divulgação

Segundo o pároco da Sé, Edmilson Neves, há uma equipe de voluntários que já estão atuando no sentido de divulgar a festa. Para isso, estão sendo distribuídas aos devotos nas residências de bairros da cidade, a carta de apresentação para os festejos. Este ano, conforme a carta, será construída uma capela dedicada às imagens da santa, além de um memorial para resgatar a história da Sé Catedral. "Com isso, contribuímos com a preservação do acervo material, para as futuras gerações terem acesso a história", afirma o padre.

O material está sendo entregue, no sentido de pedir o apoio da comunidade local. A devoção à Nossa Senhora da Penha começou a partir do momento em que os frades capuchinhos chegaram ao Cariri, no período da colonização, há mais de 300 anos.  A primeira imagem veio para o Crato da Basílica de Nossa Senhora da Penha, em Olinda, em Pernambuco, e ainda existe preservada na paróquia local.

Devoção

A justificativa para que viesse ao Crato é que a  imagem ficou pequena no altar construído na Basílica daquela localidade.  Ela foi adquirida na França.

O padre ressalta a devoção à Nossa Senhora da Penha na Região e no Brasil, a exemplo das cidades de Campos Sales, no Cariri, e paróquias da Penha em São Paulo e Rio de Janeiro. A santa é também padroeira da Diocese.

O dia 1º contará com uma programação a partir das 6 horas, com alvorada festiva celebrações, culminando com a missa às 16 horas, antes da grande procissão que deverá ter mais de 30 mil pessoas nas ruas da cidade. O cortejo acontece em seguida, saindo da matriz da Sé, seguindo pela Rua Dom Quintino, Avenida Maildes de Siqueira, José Marrocos, Monsenhor Esmeraldo, Ratisbona, Bárbara de Alencar, Miguel Lima Verde, retornando à Praça da Sé, para a bênção do Santíssimo Sacramento e encerramento da festa.

Para arrecadar receitas para a paróquia, no dia 31 de agosto, será realizado bingo beneficente, às 20 horas, na praça, de frente à matriz, além de uma ação entre amigos, com vários prêmios e quermesse com pescaria, na loja da Sé por todos os dias. E.S

Mais informações

Casa Paroquial da Sé Catedral

Praça da Sé/Centro -  Crato
Telefone (88) 3523 8698

Comentários


Li e aceito os termos de regulamento para moderação de comentários do site.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.