Intervenções e performances

Crato participa de Mostra nacional

Mais de 500 pessoas estarão na 4ª edição, reunindo inscritos do país e estrangeiros e abrangendo 29 cidades

00:00 · 17.04.2016 por Elizangela Santos - Colaboradora
s
A Mostra contou com estudantes de escolas públicas do Cariri ( FOTOS: ALEXANDRE LUCAS )
s
No Crato, a sede do Coletivo Camaradas na Comunidade do Gesso atuou com oficina de Stencil, mediada pelo ativista Ricardo Alves, desde a última terça-feira

Crato. A 4ª edição da Mostra Nacional de Vídeos Sobre Intervenções e Performances (Mostra IP) insere jovens de Crato e deve contar com participação de mais de 500 pessoas. O evento acontece em 16 Estados e atingirá 29 cidades, totalizando na realização de 32 mostras. São mais de 100 coletivos e artistas do País e recebeu mais de 200 inscrições das diversas regiões brasileiras e três inscrições internacionais. Em Crato, as atividades foram realizadas até o dia 16, com a coordenação do Coletivo Camaradas.

A ação acontece de forma colaborativa e em 2015 foi criada a Rede Nacional de Intervenções e Performances (Rede IP), que possibilita o diálogo e a parceria entre os grupos durante todo o ano. Além da exibição dos vídeos a Mostra IP conta com momentos de formação.

Performance

No Crato, desde a última terça-feira, a sede do Coletivo Camaradas, na Comunidade do Gesso, atuou com oficina de Stencil, mediada pelo geógrafo e ativista Ricardo Alves, além de roda de conversa sobre o tema "Entre a tradição e a tradução - Processos de organização da arte no Cariri", com diversos coletivos da região.

Também foram realizadas oficinas de Performance, mediadas pelo artista/educador e performer Alexandre Lucas, e Jordlyane Almeida. A exibição dos vídeos aconteceu no Sesc, com a presença de estudantes de escolas públicas do Crato. O evento contou com uma oficina Poesia e Instalação mediada pelo poeta visual Paulo Soares e na Comunidade do Gesso intervenção do Poste Poesia.

Estrangeiros

Foram inscritos na mostra 212 vídeos de 56 cidades brasileiras de 19 Estados e três inscrições estrangeiras, do México, USA e Inglaterra. Desse total, foram selecionados 115 trabalhos.

A Mostra IP é uma realização do Coletivo Camaradas e conta com a corealização da Rede IP (BR), Rede ColetivoS (CE), Grupo Totem (PE), Companhia Ortaert (CE), Coletivo Psicodélico (AP), Careta Coletivo (AL), La Plataformance - Estação de Trabalho (SP), Centro Universitário de Cultura e Arte da União Nacional dos Estudantes - CUCA da UNE (BR) e também o Laboratório de Estudos e Vivências e Experimentos em Arte Contemporânea - LEVE Arte Contemporânea (CE).

A Mostra é uma ação colaborativa que reúne mais de mais de 100 coletivos do País que atuam no campo da intervenção urbana e da performance. Em cada cidade a Mostra tem formatos diferentes.

Democratização

Criada em 2012 pelo Coletivo Camaradas na cidade do Crato, na região do Cariri, no Estado do Ceará, a Mostra IP vem se consolidando como importante ação no cenário nacional por democratizar o registro dos trabalhos em performance e intervenções urbanas e possibilitar contatos entre as artísticas e coletivo de diversas regiões brasileiras.

Para o coordenador do Coletivo, Alexandre Lucas, esse trabalho possibilita uma mobilização no sentido de conseguir adesão de estudantes das escolas públicas, facilitado o aceso ao circuito oficial das artes.

Ele afirma que a expectativa de participação era maior em Crato, mas estava no período de provas e os alunos sentiram dificuldades para estarem presentes nas atividades. Mas a meta foi mobilizar 10 mil estudantes em todo o Brasil.

Envolvimento

Uma das grandes metas desse trabalho é poder proporcionar, segundo ele, a socialização das informações aos participantes inscritos. Neste ano, duplicou o número de inscritos, além do número de trabalhosa serem apresentados. Um dos requisitos para participar da mostra é estar com os trabalhos disponíveis ao público e proporcionar o diálogo com todos os atores.

Para os envolvidos, a expectativa é grande com a realização do evento. Afinal, muitos vêm se preparando para que sua expressão seja a mais bem acolhida na mostra.

No Cariri, as atividades de intervenção buscam obter apoio das comunidades, para que as ações sejam mais percebidas pelo valor artístico e cultural do que pela intenção invasiva no cotidiano das pessoas.

Mais informações:

Coletivo Camaradas

www.camaradas.og

www.mostraip.camaradas.org

E-mail: contato@camaradas.org

Whatsapp (88) 9 9661-6516

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.