Crato encerra hoje festejos dos 100 anos da Diocese

Também detentora do Seminário São José, a prelazia é uma das mais antigas na formação de padres seculares do Estado. A mística religiosa do Cariri tem suscitado novas vocações sacerdotais, que se renovam ao longo dos anos com testemunhos de evangelização. Os festejos religiosos consistiram de missas, novenas e reflexões sobre temas voltados para o aperfeiçoamento do cristão

00:00 · 19.10.2014
Image-0-Artigo-1722960-1
Image-1-Artigo-1722960-1
O Seminário São José, com 139 anos, é um marco na formação de padres no interior do Estado. Hoje, está com 50 alunos

Crato. Com as presenças do bispo-auxiliar de Aparecida do Norte (SP), dom Darci José Nicioli, e do bispo de Iguatu, dom João José Costa, o bispo diocesano do Crato, dom Fernando Panico, presidirá, hoje, a solenidade de encerramento do Jubileu do Centenário da Diocese, na Praça da Sé.

Para Dom Fernando o sentimento neste momento é de alegria e esperança. "Não estamos celebrando a história, que representa o passado, pois olhamos para frente, novos horizontes estão diante de nós descortinando, e são os horizontes da providência de Deus", reflete.

De 12 a 18 deste mês foi realizada a Semana Eucarística Diocesana, em todas as paróquias da Diocese, envolvendo caminhadas, partilhas de alimentos ou café comunitário, adoração ao Santíssimo Sacramento, celebração da Santa Missa, Ofício Divinos das Comunidades e vigílias. A Semana Eucarística foi uma última preparação das comunidades para o encerramento do Jubileu do Centenário.  "Preparei este jubileu junto com meu povo, nas comunidades e foram muitos desafios, muitas incom-preensões, muita cruz, mas também muita luz e apesar das tempestades, causadas pelas minhas fragilidades e limitações humanas. Mas, por trás de tudo isso, há o poder de Deus. A Igreja é firme, está alicerçada na rocha", destacou.

Celebração

Cinco bispos serviram à Diocese do Crato nesses 100 anos. Dom Quintino Rodrigues de Oliveira e Silva, cearense do centro do Estado, Dom Francisco de Assis Pires, baiano, Dom Vicente de Paulo Araújo Matos, do norte do Estado, Dom Newton Holanda Gurgel, cearense do centro-sul, e o atual Dom Fernando Panico, que é italiano.

Para Dom Fernando, o espírito da data é de gratidão, por tudo que se construiu ao longo dos anos. Ele completou, em 2014, 13 anos como bispo diocesano no Cariri e dos quatro bispos que o antecederam destaca um traço forte da personalidade e estilo de se portar como pastor da igreja. De acordo com o chanceler da Diocese, Armando Rafael, dom Fernando trouxe a Ordem Camiliana para a região e desenvolve um trabalho em defesa da reabilitação do padre Cícero Romão Batista e da beatificação da Menina Benigna, mártir de Santana do Cariri.

Além disso, ele está à frente de um importante trabalho de recuperação de dependentes químicos, com a construção da primeira Fazenda da Esperança, que será inaugurada no início de 2015, na cidade de Mauriti.

História

De acordo com o chanceler da Diocese, Armando Rafael, a presença da igreja católica no Crato foi formalmente criada pela Bula Catholicae Ecclesiae do Papa Bento XV, de 20 de outubro de 1914, sendo a primeira diocese do interior do Ceará, desmembrada da de Fortaleza. De acordo com o chanceler, hoje, conta-se com 113 sacerdotes, servindo a uma população de mais de um milhão de pessoas em 55 paróquias de 32 municípios, incluindo as regiões do Cariri e Centro Sul cearense.

São 16 comunidades religiosas, inclusive uma fundação local, a Congregação das Filhas de Santa Teresa, e um mosteiro de monjas Beneditinas.

Representante

O papa Francisco enviou para representá-lo o cardeal João Braz de Aviz, que fez a solene coroação canônica da imagem de Nossa Senhora da Penha, padroeira da diocese e da cidade de Crato.

A imagem barroca de mais de 200 anos, que veio de Recife, trazida pelos missionários franciscanos para a "Missão do Miranda", havia sido arrebatada aos corsários calvinistas que pilhavam os navios de missionários vindos da Europa para evangelizar as terras brasileiras.

Para os fiéis católicos da cidade, todo o dia de hoje será de alegria e de agradecimento pela presença de ícones místicos na região do Cariri.

Mais informações:
Diocese do Crato
Catedral de Nossa Senhora da Penha
Rua Dr. Miguel Lima Verde, 666,
Telefone: (88) 35210309

Mirelly Morais
Colaboradora

Comentários


Li e aceito os termos de regulamento para moderação de comentários do site.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.